Sem experiência? Saiba o que colocar no currículo

currículoSelecionar informações é um desafio para quem começa a vida profissional. Como fazer para convencer recrutadores das suas qualidades profissionais, se elas nunca foram testadas? Veja como montar um currículo atraente com pouca informação. A recomendação é apostar em três prioridades para ser bem-sucedido: destaque aos estudos (principal atrativo dos jovens profissionais); boa apresentação (texto limpo e esteticamente apresentável) e honestidade.

 

Formação

Se a prática profissional está em falta, destaque seus principais “trunfos”: sua formação.

Colocar sempre o que você tem de melhor, o mais importante primeiro: a área de estudo.

Cursos rápidos e treinamentos também merecem registro – desde que sejam compatíveis com o cargo pretendido. Cursos de curta duração mostram o interesse e a curiosidade do jovem profissional.

Mostram que ele é ‘fuçador’, curioso, dinâmico.

 

Intenções futuras

Para quem ainda terminou a faculdade, vale registrar as pretensões e o compromisso com a qualificação no futuro.

Você pode acrescentar, se vai ingressar em uma especialização ou curso de extensão que pretende fazer.

Informações desse tipo podem ser apresentadas em um tópico à parte, algo como “Pretensões de aperfeiçoamento”, em que o candidato pode mostrar o que pretende fazer para se especializar.

O importante, no entanto, é não transformar seu currículo em um festival de promessas. Você pode colocar uma coisa ou outra, mas não se ‘empolgar’ e colocar um monte de intenções.

 

Apresentação

Erros de português no currículo são “inaceitáveis” e podem colocar qualquer processo de seleção a perder, segundo os consultores.

Boa escrita, boa gramática, boa apresentação. Pedir para alguém revisar o currículo e aprender com a revisão.

Um bom recurso para amenizar a escassez de informações do currículo inexperiente é a maneira de organizar os dados no editor de texto.

É importante que ele seja esteticamente agradável, letra em um tamanho bacana, que seja fácil de ler. E é bom centralizar o texto, deixá-lo bem no centro da folha. Uma página está de bom tamanho.

Tópicos sucintos e organizados também são importantes. Coloque as informações de modo que o selecionador passe o olho e já consiga visualizar.

 

Hobbies e informações complementares

Incluir um item “informações complementares” no currículo pode ser útil para apresentar atividades extracurriculares interessantes, como esportes ao ar livre (rafting, arborismo) ou preferências compatíveis com a empresa (como hábitos de leitura se a vaga é em uma grande editora por exemplo).

Atividades filantrópicas e trabalho voluntário são apreciadas hoje em dia e podem ser incluídas.

 

Auto-elogios

Descrever qualidades como dinamismo, interesse e iniciativa no currículo é prática não recomendada pelos consultores. Pode soar arrogante.

Melhor é deixar que os próprios selecionadores identifiquem suas qualidades na entrevista.

 

Confira mais dicas para sua carreira aqui