Concurso financia reportagem sobre Amazônia

Fotojornalistas em todo o mundo podem participar do concurso.

A Fundação Carmignac está aceitando inscrições para seu prêmio anual de fotojornalismo. A fundação premia aqueles que vão para onde outros não vão, visitando regiões que são ignoradas pela mídia.

O tema da competição deste ano é a Amazônia e a deforestação em massa.

O vencedor vai receber apoio financeiro no valor de EUR50.000 (US$58.000) para implementação, produção e disseminação de uma série de fotos. A fundação promove as fotos da série através de uma exposição internacional, além de publicar uma monografia.

O prazo de inscrição vai até 7 de outubro.

Para mais informações: https://goo.gl/k3fW92

Concurso de Fotografia valendo viagem de imersão na cultura alemã

  • TEMA: Paladar
  • CATEGORIAS: Adulto (mais de 16 anos) e Juvenil (12 a 15 anos)
  • MAIOR PRÊMIO: Viagem de imersão na cultura alemã, com uma semana de atividades na renomada Escola de Fotografia Lette Verein, em Berlim, incluso passagens aéreas, refeições e hospedagem. Além de uma máquina fotográfica Sony-Zeiss.
  • VALOR A SER PAGO: Grátis
  • DATA LIMITE DE SUBMISSÃO: 31/Agosto/2018
  • LINK (regras, informações, inscrições): https://lebenskunst.com.br/

Concurso de fotografia documental na América Latina

Fotógrafos profissionais e amadores que moram na América Latina podem participar deste concurso.

A Escuela Nacional Sindical da Colômbia organiza o Concurso de Fotografia Documental Latino-Americana, que visa destacar o lado humano do trabalho.

O concurso tem cinco categorias: crianças trabalhadoras, mulheres trabalhadoras, homens trabalhadores, trabalhadores migrantes, e trabalho doméstico e economia do trabalho. Há também uma categoria especial para a Colômbia sobre trabalho rural.

Os vencedores receberão US$1.000. O vencedor da categoria colombiana receberá US$2.000.

Os concorrentes podem enviar até cinco imagens.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Para mais informações: https://wp.me/p5lZ7l-1eEO

IPHAN abre concurso com  vagas para jornalista/relações públicas

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional abre concurso público com vagas em todo o país:

Com vagas para jornalismo, relações públicas (MG: 1 vaga, DF: 7 vagas, e RJ: 1 vaga)

ANALISTA I – ÁREA COMUNICAÇÃO SOCIAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar

em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar

e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

REMUNERAÇÃO: R$ 5.035,29.

JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Comunicação Social, Jornalismo ou Relações Públicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

As inscrições serão abertas em 18 de junho.

Taxa: Nível superior: R$ 117,00. Nível médio: R$ 84,00.

Edital: https://goo.gl/qUJ78E

Concurso de jornalismo investigativo

Jornalistas que publicaram seu trabalho em mídias de notícias latino-americanas ou caribenhas podem competir.

A organização Transparência Internacional e o Instituto Prensa y Sociedad organizam o Prêmio de Jornalismo Investigativo da Latino-Americano. O objetivo do prêmio é incentivar uma maior transparência no governo, empresas e meios de comunicação.

Reportagens investigativas sobre qualquer assunto de interesse público podem concorrer. As inscrições serão aceitas em inglês, espanhol ou português.

Reportagens impressas, online, de rádio e televisão são elegíveis, realizadas individualmente ou em equipes. As reportagens devem ter sido publicadas entre 1° de novembro de 2016 e 31 de agosto de 2017.

O primeiro colocado receberá US$10.000, e os segundo e terceiro colocados receberão US$5,000 cada um. Os autores das melhores reportagens de investigação também serão convidados para a Conferência de Jornalismo Investigativo Latino-Americano em novembro na Argentina.

As inscrições vão até 1° de outubro.

Informações: https://goo.gl/UdJtSM