Subsídio para reportagem sobre coronavírus

Jornalistas podem enviar propostas  de abordagens inovadoras para reportar sobre a crise do novo coronavírus.

O Centro Pulitzer lançou o Desafio de Colaboração Jornalística sobre Coronavírus.

As propostas devem envolver um esforço estratégico e orquestrado de vários jornalistas e/ou redações para realizaer um projeto de reportagem conjunto, aproveitando os recursos, experiência e plataformas de publicação.

A iniciativa de reportagem está especialmente interessada em propostas que se concentrem em questões sistêmicas e pouco reportadas subjacentes à crise do coronavírus, usem abordagens orientadas por dados e/ou interdisciplinares para reportagem sobre o coronavírus e promovem a prestação e contas dos poderosos.

Os beneficiários receberão entre US$5.000 e US$30.000.

As inscrições estão abertas e serão consideradas por ordem de chegada.

Infos: https://tinyurl.com/s89cppj

Bolsa de reportagem

Jornalistas, documentaristas, fotógrafos e produtores de multimídia que trabalham em projetos de reportagem de formato longo podem se candidatar a uma bolsa de residência.

O Logan Nonfiction Program aceita candidatos para um programa de residência que será realizado de fevereiro a abril no Instituto Carey for Global Good em Rensselaerville, Nova York.

O programa busca apoiar a democracia através do avanço da investigação jornalística independente. Os candidatos devem apresentar uma proposta sobre tópicos políticos, de saúde, ambientais, direitos humanos e justiça socialmente relevantes.

Os profissionais que trabalham em idiomas diferentes do inglês são incentivados a se inscrever, mas devem ter um conhecimento prático do idioma.

A organização oferece alojamento, refeições, mentoria e comunidade por até 10 semanas.

As inscrições vão até 1° de junho.

Infos: https://tinyurl.com/w5u7t9e

Fundos de jornalismo investigativo

Jornalistas investigativos podem se candidatar a uma bolsa de reportagem.

As bolsas, patrocinadas pelo Fund for Investigative Journalism, destinam-se a apoiar projetos investigativos que desbravam novos caminhos e expõem irregularidades como corrupção, atos ilícitos ou uso indevido de poder nos setores público e privado.

O prêmio máximo é de US$10.000, destinado a despesas extras, como viagem, coleta de documentos e aluguel de equipamentos. A primeira metade da bolsa é concedida quando a solicitação é aprovada e a segunda metade é paga quando o projeto é concluído.

As propostas devem vir de repórteres sediados nos EUA ou jornalistas internacionais cujas histórias tenham um ângulo americano, envolvendo cidadãos, governo ou empresas americanas. As matérias devem ser publicadas em inglês.

As propostas devem ser enviadas em inglês e incluir um orçamento detalhado.

As inscrições vão até 4 de maio.

Infos: https://tinyurl.com/u7g6vsx

Programa de residência nos EUA para jornalistas

Jornalistas e artistas visuais podem se inscrever para um programa de residência em Peterborough, New Hampshire.

A MacDowell Colony oferece tempo e espaço para jornalistas trabalharem em projetos de longa duração por duas a oito semanas. A próxima residência será realizada entre 1° de outubro de 2020 a 31 de janeiro de 2021.

Jornalistas profissionais e emergentes são elegíveis. Escritores, artistas visuais, compositores, cineastas, dramaturgos, artistas e arquitetos interdisciplinares vêm de todas as partes dos Estados Unidos e do exterior.

O programa é gratuito. Um subsídio é fornecido, além de uma bolsa de viagem para jornalistas. Formulários de ajuda financeira estão disponíveis mediante aceitação e o auxílio é concedido com base na necessidade.

As inscrições vão até 15 de abril.

Infos: https://tinyurl.com/th5ehpb

Bolsa de estudo de reportagem

Jornalistas em todo o mundo podem se inscrever para um programa de uma semana nos Estados Unidos.

A Woods Hole Oceanographic Institution está aceitando inscrições para seu programa de jornalismo 2020. O programa de uma semana é projetado para introduzir jornalistas de ciência a oceanografia e engenharia de oceano através de seminários, visitas a laboratórios e breves expedições de campo.

O programa será realizado de 10 a 12 de junho em Woods Hole, Massachusetts.

Todos os bolsistas receberão um subsídio de transporte, alojamento e alimentação durante uma semana.

Os candidatos devem ter pelo menos dois anos de redação, produção ou edição. Freelancers podem concorrer, mas devem ser capazes de mostrar trabalhos substanciais. Jornalistas internacionais são encorajados a se inscrever.

As inscrições vão até 17 de abril.

Infos: https://tinyurl.com/umft7ad

Bolsa para Jornalistas produzirem matéria sobre crises

Elegibilidade: as bolsas de Persephone Miel estão abertas a todos os jornalistas, escritores, fotógrafos, produtores de rádio ou cineastas, jornalistas de pessoal, freelancers e profissionais de mídia fora dos EUA que estão buscando relatórios de seu país de origem. As mulheres jornalistas e jornalistas de países em desenvolvimento são fortemente encorajados a candidatar-se. Os candidatos devem ser proficientes em inglês.

O Centro Pulitzer sobre Relatórios de Crise fornecerá uma concessão de viagem de US $ 5000 para um projeto de relatório sobre temas e regiões de importância global, com ênfase em questões que não foram relatadas ou subestimadas na mídia convencional.

Infos: https://goo.gl/GGc4PC

Fundo para Jornalistas independentes e documentaristas

Jornalistas independentes e documentaristas que focam em violações dos direitos humanos podem solicitar apoio financeiro.

O Forum Freelance Fund oferece a Bolsa Portenier de Direitos Humanos, patrocinada pela cineasta Giselle Portenier. Os candidatos devem demonstrar um claro interesse ou histórico em lançar luz sobre os abusos dos direitos humanos e planejar uma próxima tarefa ou projeto com um foco em direitos humanos.

O prêmio está aberto a freelancers em todo o mundo, experientes ou iniciantes. O vencedor receberá até CAD3.000 (US$2.335) para treinamento de segurança em ambientes perigosos do AKE, Columbia Journalism School, Centurion, 1st Options Security, Global Journalist Security, Pilgrims Group, Remote Trauma, Tundra Group ou TYR Solutions.

Mais informações: http://bit.ly/1XkF70q

Programa de comunicação busca mentores e redatores

Jornalistas ambientais iniciantes e experientes podem participar deste programa.

Ensia, uma revista sem fins lucrativos que se concentra nos desafios ambientais e soluções para um público global, está aceitando candidatos para o Programa Ensia de Mentoria.

O programa oferece a jornalistas a oportunidade de criar um artigo, vídeo, galeria de imagens, infografia ou outro trabalho sob a orientação de um comunicador experiente sobre um tema de sua escolha para a Ensia.

A matéria original deve estar em inglês, mas a Ensia aceita artigos publicados em outros idiomas se o jornalista quiser traduzi-lo.

Redatores e mentores recebem US$600 e US$400, respectivamente, por artigo.

As inscrições são aceitas de forma contínua.

Mais informações: https://goo.gl/3YJbv6

Fundo para pautas de reportagem

Jornalistas experientes estão convidados a enviar pautas de reportagem em inglês.

O Projeto de Reportagem Especial da Mongabay está interessado em tecnologia de conservação.

A organização busca artigos que promovam uma melhor compreensão de como e onde a tecnologia está sendo usada para facilitar a pesquisa e a conservação da natureza.

As matérias devem ter de 800 a 1.800 palavras. Possíveis tópicos incluem usos de inteligência artificial/aprendizado de máquina que podem ser aplicados a projetos de pesquisa e conservação, sensores de coleta de dados, como câmeras, tags de rastreamento e dispositivos de monitoramento acústico.

O Mongabay negociará todas as taxas e contratos por matéria. Também oferecerá pequenos fundos para ajudar a custear viagens locais/regionais.

Não há prazo limite para envio de pautas.

Para mais informações: https://mongabay.org/?p=4972324

Fundo para Jornalistas documentaristas

Jornalistas documentaristas podem se inscrever para uma bolsa que varia de GBP5.000 a GBP50.000 (US$$6.236 a US$62,366).

O Bertha BRITDOC Fund for Journalism  é um fundo internacional de cinema dedicado a apoiar documentários de formato longo de natureza jornalística.

O fundo busca filmes que desvendam histórias, expõem injustiças e chamam a atenção para questões pouco reportadas e em regiões inéditas. Devido à natureza de investigação dos filmes, o fundo busca cineastas com experiência jornalística.

O fundo apóia pesquisa e desenvolvimento em profundidade, financiamento de produção de investigações longitudinais, suporte editorial de estrutura de documentário em formato longo, treinamento em ambientes hostis, transporte de emergência e aconselhamento jurídico.

O apoio é concedido continuamente ao longo do ano.

Para mais informações: https://goo.gl/fjPnHc