Bolsas para Jornalistas no Reino Unido

Jornalistas de mais de 140 países podem se inscrever para o Programa de Bolsas Chevening.

O Chevening é um programa de bolsas global do governo do Reino Unido, financiado pelo Foreign and Commonwealth Office (FCO) e organizações parceiras para estudantes com potencial de liderança.

As bolsas são oferecidas para uma variedade campos de estudo. O programa prevê o financiamento integral ou parcial para cursos em tempo integral a nível de pós-graduação, normalmente um mestrado de um ano, em qualquer assunto e em qualquer universidade do Reino Unido.

Os candidatos devem ter um excelente histórico escolar de graduação e de dois a cinco anos de experiência profissional, além de fluência em inglês.

O prazos de inscrição vai até 7 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/7Qxsh3

Bolsas de viagem para Conferência

Jovens entre 18 e 35 anos podem se candidatar a uma bolsa para participar deste evento.

As Bolsas YOUNGO Global South oferecem apoio financeiro e treinamento para participar da 23ª Conferência das Partes (COP23) da UNFCCC e da 13ª Conferência da Juventude (COY13) de 2 a 18 de novembro em Bonn, na Alemanha.

O programa também fornecerá sessões de treinamento online, webinários, preparação no terreno e orientação de formadores experientes, bem como oportunidades de networking.

Os candidatos devem ser cidadãos do Sul Global, incluindo África, Estados Árabes, Ásia e Pacífico, Comunidade de Estados Independentes e América Latina.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Informações: https://goo.gl/Pj3JFu

Bolsa para jornalistas para Buenos Aires

Jornalistas na América Latina que focam em questões relacionadas com o desenvolvimento urbano, o mercado imobiliário e políticas de terra podem se inscrever para este curso.

O Instituto Lincoln e o Foro de Periodismo Argentino (FOPEA) organizam uma nova edição do curso avançado de jornalismo investigativo sobre políticas de terras e desenvolvimento urbano.

O curso inclui um treinamento presencial e um componente de ensino à distância. O curso será realizado nos dias 5 e 6 de novembro em Buenos Aires, Argentina, durante a Conferência Latino-Americana de Jornalismo Investigativo COLPIN 2017. A fase de ensino à distância consiste em um acompanhamento de três meses para desenvolver um projeto de investigação.

Os organizadores dispõe de 20 bolsas de estudo completas, incluindo viagem para Buenos Aires, alojamento, estipêndio e uma bolsa de até US$1.000 o desenvolvimento de projetos dos participantes.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/vrLcww

Bolsa para reportagem sobre violência e conflito

Jornalistas em meados de carreira que desejam aprofundar seus conhecimentos sobre temas traumáticos e melhorar a cobertura de violência, conflito e tragédia podem se inscrever para uma bolsa de estudos.

O Centro Dart para Jornalismo e Trauma, um projeto da faculdade de jornalismo da Universidade de Columbia, selecionará 12 jornalistas como bolsistas no programa Dart Center Ochberg.

Os bolsistas participam de um programa intensivo de uma semana de seminários e discussões na Universidade de Columbia em Nova York. O próximo programa será realizado de de 15 a 20 de janeiro de 2018.

As atividades do programa incluem briefings com proeminentes especialistas interdisciplinares sobre trauma e saúde mental; conversações com colegas jornalistas sobre questões de ética, o ofício e outros aspectos da prática profissional; e uma série de outras oportunidades de engajamento intelectual e aprendizagem entre colegas.

O prazo de inscrição vai até 22 de setembro.

Para se inscrever: https://goo.gl/4GNq1B

Programa de residência para jornalistas

Jornalistas que têm alguns anos de experiência na mídia e proficientes em inglês podem se inscrever para este programa.

O Stigler Center for the Study of the Economy and the State da Universidade de Chicago organiza seu Programa de Jornalistas em Residência de 19 de março a 9 de junho em Chicago.

O programa visa formar a próxima geração de líderes na reportagem de negócios. Os jornalistas irão assistir a aulas, participar de eventos, colaborar com colegas e muito mais.

O organizador oferece passagem aérea, um salário de US$12.000, treinamento, espaço de estudo e uma oportunidade para escrever no blog do ProMarket.

As inscrições vão até 23 de outubro.

Informações: https://goo.gl/2UwxF8

Bolsas para projetos de jovens fotojornalistas

Estudantes de período integral de fotografia e fotógrafos com menos de 24 anos podem concorrer a uma bolsa.

A bolsa Ian Parry busca ajudar jovens fotógrafos documentaristas a realizar um projeto e aumentar sua visibilidade na comunidade internacional de fotografia. O prêmio leva o nome do fotógrafo Ian Parry, que morreu em missão na Romênia aos 24 anos de idade.

O concurso deste ano conta com dois prêmios: o prêmio de realização e o prêmio para potencial. Cada vencedor receberá GBP3.500 (US$4.581), equipamento Canon de fotografia e mais.

A World Press Photo nomeia automaticamente o vencedor do prêmio de realização para a Joop Swart Masterclass em Amsterdam. O vencedor do prêmio para potencial receberá um ano de orientação do fotojornalista Tom Stoddart.

As inscrições vão até 1° de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/gdCFX

Fundos para reportagem de conflitos

Jornalistas em todo o mundo podem se inscrever para este programa perto de Londres.

A Fundação Thomson Reuters está oferecendo bolsas ao treinamento “Uncovering Security – Story Lab” (Descobrindo Segurança – Laboratório de Matérias), que tem como objetivo apoiar jornalistas para descobrir ameaças emergentes do mundo e trazer essas histórias para um público amplo.

O programa contará com um laboratório residencial de três dias em janeiro sobre situações de segurança emergente; a oportunidade de concorrer para pequenos fundos para cobrir o custo de reportagem; o acesso a jornalistas experientes que cobriram matérias de segurança; e apoio para propor pautas a plataformas internacionais de publicação.

Os candidatos devem ter pelo menos três anos de experiência em jornalismo e ser fluentes em inglês. Experiência cobrindo questões de segurança é uma vantagem.

Jornalistas devem apresentar uma ideia de pauta que se relaciona com uma situação de segurança emergente em uma comunidade específica, país ou região do mundo.

As inscrições vão até 4 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/xkaMSP

Bolsa de jornalismo em Nova York

Universidade da Cidade de Nova York lança bolsa de jornalismo de resiliência.

Jornalistas em meados de carreira interessados em reportar sobre mudanças climáticas podem se inscrever para este programa.

A Faculdade de Pós-Graduação de Jornalismo da Universidade da Cidade de Nova York (CUNY) organiza a nova Bolsa de Jornalismo de Resiliência de 22 a 27 de outubro em Nova York.

O programa se concentrará na ciência das mudanças climáticas e resiliência. Além do treinamento em sala de aula, os bolsistas irão passear de caiaque e andarão de bicicleta nas ruas da cidade, procurando soluções para alguns dos problemas ambientais mais difíceis do mundo.

Os bolsistas receberão hospedagem, inscrição e custos de viagem, juntamente com a maioria das refeições.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Informações: https://goo.gl/n1yzAc

Bolsas de redação para Jornalistas

Jornalistas que estão interessados em feminismo e justiça social podem se inscrever para uma bolsa de três meses a distância.

Bitch Media, uma organização de mídia feminista sem fins lucrativos, lançou um programa de bolsas.

O programa consiste em bolsas de redação intensiva, cujo objetivo é desenvolver, apoiar e amplificar vozes emergentes diversas na mídia feminista, ativista e cultura pop.

Áreas possíveis incluem direitos reprodutivos e de justiça, a crítica da cultura pop, tecnologia e feminismo global. Os participantes selecionados devem produzir um mínimo de seis artigos online em sua área de tópico, além de pelo menos um artigo longo para a revista Bitch: Feminist Response to Pop Culture.

Os bolsistas receberão US$2.000 pela duração total do programa. Não é necessário cidadania americana ou ser residente nos Estados Unidos.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Informações: https://goo.gl/5jK3CP

Bolsa de viagem para jovens jornalistas

Climate Tracker envia jornalistas para conferência sobre mudança climática

O Climate Tracker convida jornalistas em países em desenvolvimento para escrever artigos inspiradoros e publicá-los em uma organização de mídia para ganhar uma viagem para a 23ª sessão da Conferência das Partes (COP 23) em Bonn, na Alemanha.

O concurso tem três períodos de publicação entre 1° de julho e 30 de setembro, durante os quais os participantes devem escrever pelo menos um artigo sobre um tópico específico — pelo menos três artigos no total. Os tópicos são “a revolução da energia limpa”, “apoio ao financiamento climático” e “clima e saúde”.

Os cinco melhores jornalistas participarão da conferência e serão pagos para escrever determinados artigos sobre certos tópicos. Eles também receberão treinamento personalizado para melhorar suas habilidades.

Participe imediatamente.

Informações: https://goo.gl/HKvirC

Bolsas para estudos de mídia na Alemanha

Jovens profissionais de países em desenvolvimento podem solicitar uma bolsa para estudar na Alemanha.

O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD, em alemão) apoia estudos de pós-graduação e treinamento em uma variedade de assuntos, incluindo estudos de mídia.

As instituições que oferecem estudos de mídia incluem a Universidade Leipzig, Universidade Bauhaus Weimar e Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia.

Os candidatos devem ter completado seu diploma universitário nos últimos seis anos e ter pelo menos dois anos de experiência profissional relacionada.

O prazo varia por universidade.

Para mais informações: https://goo.gl/PkLp2x

Bolsas de pesquisa na Alemanha

Profissionais com nível superior do Brasil, China, Índia, Rússia e Estados Unidos podem se candidatar a uma bolsa de pesquisa na Alemanha.

A Fundação Alexander von Humboldt oferece a Bolsa do Chanceler Alemão para líderes do amanhã. A bolsa dá a oportunidade de passar um ano na Alemanha trabalhando com outros potenciais líderes do exterior para explorar novas soluções para questões globais.

Os bolsistas recebem uma bolsa mensal de EUR2.150 (US$2.410), EUR2.450 (US$2.747) ou EUR2.750 (US$3.083), de acordo com suas qualificações; orientação individual durante a estadia na Alemanha; apoio financeiro adicional para membros da família; despesas de viagem ou curso de língua alemã; um tour de estudo da Alemanha e uma série de eventos; e extenso patrocínio de ex-alunos.

Os candidatos devem ter completado a faculdade há menos de 12 anos e desenvolver um projeto de significância social com uma organização de sua escolha na Alemanha.

As inscrições vão até 15 de setembro.

Informações: https://goo.gl/eimo6t

Bolsas para reportagens sobre religião

Jornalistas profissionais interessados em reportar sobre religião podem candidatar-se a uma bolsa.

O International Reporting Project (IRP) aceita propostas de reportagem sobre questões de religião global.

Os tópicos possíveis incluem conflito e paz; ambiente e sustentabilidade; economia política e desenvolvimento; saúde e educação; gênero, raça e sexualidade; lei e direitos humanos; movimentos sociais; migração; e humanitarismo.

Os candidatos devem apresentar um orçamento detalhado e um ensaio sobre a história que querem cobrir. O orçamento proposto ajudará a determinar o montante da bolsa.

As candidaturas serão consideradas numa base contínua.

Informações: https://goo.gl/4nGgOZ

Bolsa disponível a jornalistas mundiais em Harvard

Jornalistas e profissionais de cinema, vídeo, som e novas mídias podem se candidatar a esta bolsa de pesquisa em Cambridge, Massachussetts.

O Radcliffe Institute Fellowship Program é uma comunidade acadêmica em que os indivíduos se dedicam a trabalhos avançados em uma ampla gama de disciplinas acadêmicas.

A bolsa consiste em até US$77.500 por um ano com fundos adicionais para as despesas do projeto. Os bolsistas recebem um escritório ou estúdio e acesso a bibliotecas e outros recursos da Universidade de Harvard, durante o ano da bolsa, que vai do início de setembro de 2018 até maio de 2019.

Os projetos serão julgados de acordo com sua qualidade, importância, currículo e potencial do candidato.

Candidatos de jornalismo devem trabalhar profissionalmente há cinco anos.

As inscrições vão até 14 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/H4LMYR

Programa de comunicação busca mentores e redatores

Jornalistas ambientais iniciantes e experientes podem participar deste programa.

Ensia, uma revista sem fins lucrativos que se concentra nos desafios ambientais e soluções para um público global, está aceitando candidatos para o Programa Ensia de Mentoria.

O programa oferece a jornalistas a oportunidade de criar um artigo, vídeo, galeria de imagens, infografia ou outro trabalho sob a orientação de um comunicador experiente sobre um tema de sua escolha para a Ensia.

A matéria original deve estar em inglês, mas a Ensia aceita artigos publicados em outros idiomas se o jornalista quiser traduzi-lo.

Redatores e mentores recebem US$600 e US$400, respectivamente, por artigo.

As inscrições são aceitas de forma contínua.

Mais informações: https://goo.gl/3YJbv6

Bolsa leva jornalistas a redações nos EUA

Jornalistas de países em desenvolvimento podem se inscrever em um programa anual que leva jornalistas para redações americanas.

As Bolsas Alfred Friendly Press visam proporcionar aos participantes experiência em reportagem, redação e edição que irá melhorar seu desempenho profissional; transferir conhecimentos adquiridos durante o programa para os colegas em casa; e promover os laços entre jornalistas nos Estados Unidos e em outros países.

O próximo programa vai começar em meados de março e termina no início de setembro de 2018. A bolsa começa com uma orientação de duas semanas na Faculdade de Jornalismo da Universidade do Missouri. Em seguida, os participantes são colocados em redações líderes nos Estados Unidos.

Os bolsistas recebem viagem, seguro de saúde e despesas básicas.

Os candidatos devem ter pelo menos três anos de experiência profissional, emprego em tempo integral como jornalista, ter entre 25 e 35 anos de idade e um bom nível de inglês falado e escrito.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/uFDTw6

Subsídios de viagem para Jornalistas freelancers

Jornalistas freelancers que querem fazer reportagens de jornalismo de soluções podem concorrer a bolsas de viagem.

A Solutions Journalism Network (SJN) oferece fundos de viagem para freelancers.

Os subsídios são destinados a matérias de jornalismo de soluções escritas em inglês. O valor máximo é de US$625 por jornalista.

Os candidatos devem ser membros da rede online da SJN, The Hub, e devem ter preenchido um perfil. Eles também devem ter participado de um workshop ou webinário da SJN ou se comprometerem a participar de um antes da reportagem.

As propostas de reportagem são aceitas de forma contínua.

Para mais informações: https://goo.gl/l72uIX

Fundo para Jornalistas documentaristas

Jornalistas documentaristas podem se inscrever para uma bolsa que varia de GBP5.000 a GBP50.000 (US$$6.236 a US$62,366).

O Bertha BRITDOC Fund for Journalism  é um fundo internacional de cinema dedicado a apoiar documentários de formato longo de natureza jornalística.

O fundo busca filmes que desvendam histórias, expõem injustiças e chamam a atenção para questões pouco reportadas e em regiões inéditas. Devido à natureza de investigação dos filmes, o fundo busca cineastas com experiência jornalística.

O fundo apóia pesquisa e desenvolvimento em profundidade, financiamento de produção de investigações longitudinais, suporte editorial de estrutura de documentário em formato longo, treinamento em ambientes hostis, transporte de emergência e aconselhamento jurídico.

O apoio é concedido continuamente ao longo do ano.

Para mais informações: https://goo.gl/fjPnHc

Bolsa de reportagem sobre desenvolvimento infantil

Jornalistas que cobrem questões de saúde e desenvolvimento infantil no Brasil, Bangladesh, Índia, Quênia, Nigéria e Tanzânia são elegíveis.

O Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), em parceria com a Fundação do Fundo de Investimento para Crianças (CIFF, em inglês), convida inscrições para a Bolsa de Reportagem de Desenvolvimento da Primeira Infância.

Durante um ano, 10 bolsistas receberão treinamento, orientação e apoio financeiro para produzir matérias sobre nutrição e desenvolvimento na primeira infância.

Os candidatos devem ser empregados por uma organização de notícias ou ter o compromisso de uma organização de notícias para publicar ou transmitir as matérias produzidas.

As inscrições vão até 13 de março.

Informações: https://goo.gl/8l1QUl

Bolsas de reportagens sobre religião

Jornalistas profissionais interessados em reportar sobre religião podem candidatar-se a uma bolsa.

O International Reporting Project (IRP) aceita propostas de reportagem sobre questões de religião global.

Os tópicos possíveis incluem conflito e paz; ambiente e sustentabilidade; economia política e desenvolvimento; saúde e educação; gênero, raça e sexualidade; lei e direitos humanos; movimentos sociais; migração; e humanitarismo.

Os candidatos devem apresentar um orçamento detalhado e um ensaio sobre a história que querem cobrir. O orçamento proposto ajudará a determinar o montante da bolsa.

As candidaturas serão consideradas numa base contínua.

Para mais informações: https://goo.gl/4nGgOZ

Fundo para Jornalistas independentes e documentaristas

Jornalistas independentes e documentaristas que focam em violações dos direitos humanos podem solicitar apoio financeiro.

O Forum Freelance Fund oferece a Bolsa Portenier de Direitos Humanos, patrocinada pela cineasta Giselle Portenier. Os candidatos devem demonstrar um claro interesse ou histórico em lançar luz sobre os abusos dos direitos humanos e planejar uma próxima tarefa ou projeto com um foco em direitos humanos.

O prêmio está aberto a freelancers em todo o mundo, experientes ou iniciantes. O vencedor receberá até CAD3.000 (US$2.335) para treinamento de segurança em ambientes perigosos do AKE, Columbia Journalism School, Centurion, 1st Options Security, Global Journalist Security, Pilgrims Group, Remote Trauma, Tundra Group ou TYR Solutions.

Mais informações: http://bit.ly/1XkF70q

Bolsas p/ mulheres Jornalistas

Jornalistas mulheres com três ou mais anos de experiência profissional podem concorrer a bolsas de reportagem.

A International Women’s Media Foundation, com o apoio da Secular Society, convida candidatas para as Bolsas de Reportagem Sobre Histórias das Mulheres.

A iniciativa visa promover a elaboração de reportagens sobre histórias não contadas sobre questões de impacto na vida diária de mulheres e meninas em todo o mundo.

As bolsas, em média de US$5.000, podem cobrir os custos relacionados com as reportagens, incluindo viagens (aéreas, transporte terrestre, motoristas), logística, taxas de visto e pagamento para fixadores/tradutores.

Os pedidos serão aceitos durante o ano todo. O apoio será concedido em agosto, dezembro e abril.

Mais informações: http://bit.ly/24H2JPm

Bolsa de reportagem

bolsa2Jornalistas e equipes de jornalistas podem apresentar um projeto para esta nova bolsa.

A Alliance for Science da Universidade de Cornell está aceitando inscrições para bolsas jornalismo científico agrícola. O programa visa promover reportagem em profundidade e contextualizada em tópicos/questões relacionadas com a segurança alimentar, a produção agrícola, biotecnologia e práticas agrícolas sustentáveis.

Há duas categorias de bolsas de estudo: as prêmios individuais de US$5.000 a US$15.000 e prêmios de jornalismo colaborativo de até US$25.000. Equipes colaborativas devem incluir dois jornalistas, um de um país em desenvolvimento e o outro de um país desenvolvido.

As inscrições estão abertas.

Mais informações: http://goo.gl/Pii3DK

Bolsa de viagem para jornalistas

bolsa2Jornalistas em todo o mundo podem se inscrever para uma verba de viagem para cobrir populações que aparecem pouco na mídia.

O Pulitzer Center on Crisis Reporting está aceitando propostas de projetos de jornalistas, escritores, fotógrafos, produtores de rádio, cineastas ou freelancers de qualquer nacionalidade.

O programa vai fundar os custos de viagens internacionais associados a projetos de reportagens sobre temas e regiões de importância global. O candidato deve provar que sua matéria será distribuída nos Estados Unidos ou Europa.

O valor de bolsas de viagem individuais dependerá do projeto específico e planejamento do orçamento detalhado. A maioria dos prêmios está na faixa de US$5.000 a US$15.000.

As inscrições são aceitas durante o ano todo.

Mais informações: http://goo.gl/APxDC3