Festival de jornalismo digital e inovador no RJ

Jornalistas, estudantes de comunicação e profissionais de marketing estão convidados a este evento.

O Festival 3i – Jornalismo Inovador, Inspirador e Independente será realizado nos dias 11 e 12 de novembro no Rio de Janeiro. O festival é resultado de uma parceria entre a Agência Lupa, Agência Pública, BRIO, JOTA, Nexo, Nova Escola, Ponte Jornalismo, Repórter Brasil e Google News Lab.

Empreendedores do jornalismo digital abordarão temas como financiamento independente e sustentabilidade, modelos de negócio, tecnologia aplicada ao jornalismo, polarização nas redes sociais e fact-checking, entre outros.

Entre os convidados estão Glenn Greenwald do The Intercept; Claire Wardle do Cross Check; Angie Holan do Politifact; José Luis Pardo do projeto En Malos Pasos; Martin Pellece do Nómada; e Mariana Santos da rede Chicas Poderosas.

Os participantes também podem se inscrever para apresentar seus projetos de jornalismo no último dia do festival.

As inscrições estão abertas, mas as vagas são limitadas. O custo varia de R$120 a R$140.

Para mais informações: https://goo.gl/y9gih8

Programa para empreendedoras de jornalismo em SP

Empreendedoras de jornalismo podem participar deste programa em São Paulo.

A Chicas Poderosas está lançando o New Ventures Lab (NVL), um programa de aceleração de 17 semanas que proporcionará educação, mentoria e acesso a oportunidades de financiamento.

O NVL busca apoiar as mulheres nos estágios iniciais dos seus negócios em mídias digitais independentes. Para o primeiro grupo, seis a oito equipes serão escolhidas.

Cada equipe deve ter pelo menos dois membros para participar e ser liderada por uma mulher.

O programa terá sessões presenciais e virtuais entre 29 de janeiro a 25 de maio de 2018.

As inscrições vão até 12 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/BZVT9n

Treinamento de reportagem sobre violência

Jornalistas latino-americanos que trabalham em mídia impressa e digital podem se candidatar a essa bolsa de estudos.

A rede de jornalistas judiciais latino-americanos Cosecha Roja e o programa de Jornalismo Independente das Open Society Foundations selecionarão 12 repórteres e oito editores na América Latina para um treinamento sobre a cobertura de feminicídios, crimes de ódio e juventude e violência.

O programa consiste em uma reunião de 27 a 29 de novembro em Buenos Aires e cinco meses de treinamento online. Os custos serão cobertos pela organização, incluindo um reembolso parcial de passagens aéreas para candidatos que vivem fora de Buenos Aires.

As inscrições vão até 31 de outubro.

Para mais informações: https://goo.gl/SZMWFS

Bolsa de jornalismo em Stanford

Jornalistas experientes que buscam aprimorar suas habilidades podem se inscrever para uma bolsa de 10 meses de pesquisa.

A bolsa John S. Knight Journalism Fellowship permite que jornalistas internacionais e americanos realizem pesquisas na Stanford University, na Califórnia.

Pelo menos 20 bolsistas serão escolhidos para receber uma bolsa de US$75.000, além da matrícula, alojamento, seguro de saúde, livros e creche para flhos.

Os candidatos devem ter no mínimo cinco anos de experiência e interesse em inovação, empreendedorismo e liderança no jornalismo.

Alguns requisitos da inscrição são uma proposta de projeto de inovação, autobiografia jornalística, cartas de recomendação e amostras de trabalho.

As inscrições vão até 4 de dezembro.

Para mais informações: https://goo.gl/OEW34h

Programa de empreendedorismo digital nos EUA

Jornalistas, empreendedores digitais e tecnólogos do Brasil, Colômbia, Guatemala, Honduras e Nicarágua fluentes em inglês podem participar de um programa internacional para criar modelos de mídia digital.

O Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), com o apoio do Professional Fellows do Departamento de Estados dos EUA, oferece o programa “A Digital Path to Entrepreneurship and Innovation for Latin America” (Um Caminho Digital para Empreendedorismo e Inovação para a América Latina) de 23 de abril a 2 de junho e 8 de outubro a 17 de novembro de 2018 nos Estados Unidos.

O programa vai selecionar candidatos para criar modelos de empreendimentos de mídia que aproveitem o poder das ferramentas digitais para gerar uma receita sustentável. Os bolsistas aprenderão o que há de mais novo no mundo digital para ajudar a implementar seus planos de negócios.

Os candidatos escolhidos viajarão a Washington para uma orientação de cinco dias, seguido por um estágio de quatro semanas em uma organização americana. Os participantes voltarão a se reunir no programa “Professional Fellows Congress” em Washington.

As inscrições foram prorrogadas até 13 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/qNmyll

Concurso para Fotógrafos profissionais e amadores

Fotógrafos profissionais e amadores podem concorrer a este prêmio de fotografia sobre direitos humanos e esforços anti-corrupção.

O Prêmio Allard de Fotografia reconhece trabalhos fotográficos que refletem os ideais de Allard Prize.

As inscrições devem lidar com temas de coragem e liderança no combate à corrupção, especialmente através da promoção da transparência, responsabilidade e o Estado de Direito, e os direitos humanos e ou anti-corrupção em geral. Os participantes podem enviar até quatro imagens.

O Comitê do Prêmio Allard irá selecionar até seis fotos vencedoras. Cada vencedor receberá CAD1.000 (US$801).

As inscrições vão até 1° de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/OlWLhK

Bolsa de jornalismo na Alemanha e Polônia

Estudantes de jornalismo de pós-graduação e recém formados podem se inscrever para uma bolsa de duas semanas na Alemanha e Polônia.

O Fellowships at Auschwitz for the Study of Professional Ethics (FASPE) vai escolher 10 a 15 estudantes para examinar o papel desempenhado por jornalistas na Alemanha nazista e no Holocausto. O programa será realizado de 20 de maio a 1° de junho de 2018.

Os bolsistas vão ouvir fontes históricas e depoimentos de sobreviventes, visitar redações alemães e polonesas e participar de workshops em Berlim e Auschwitz. O programa vai abordar os desafios das reportagens de direitos humanos, censura, propaganda, redação de narrativas históricas e novas mídias no jornalismo atual.

Os candidatos devem ser alunos matriculados em um programa de pós-graduação de qualquer tipo e planejando trabalhar como jornalista ou jornalistas formados entre maio de 2013 e maio de 2017 ou com uma pós-graduação concluída entre maio de 2016 e janeiro de 2018.

As inscrições vão até 4 de janeiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/PExmkf

Bolsa em Stanford para Jornalistas

Jornalistas envolvidos no desenvolvimento econômico e político do seu país podem se inscrever para uma bolsa de verão na Universidade de Stanford.

O Draper Hills Summer Fellowship on Democracy and Development é um programa de três semanas que reúne 25 a 30 profissionais em meados de carreira em todas as disciplinas, especialmente vindos de países em desenvolvimento.

A sessão de 2018 está programada para 15 de julho a 3 de agosto.  A bolsa proporciona um fórum para líderes emergentes se conectarem, trocarem experiências e receberem formação acadêmica através de seminários, leituras acadêmicas e instrução em sala de aula.

A universidade cobre viagens, alojamento, despesas, custos de vida e visto.

As inscrições vão até 15 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/ZHuayL

Bolsa na Universidade Yale

Profissionais em meados de carreira cujo trabalho se concentra fora dos Estados Unidos podem se candidatar a esta bolsa em New Haven, Connecticut.

O programa de bolsistas mundiais Maurice R. Greenberg da Universidade de Yale traz profissionais inovadores e multidisciplinares de todo o mundo para Yale por quatro meses.

A bolsa oferece uma chance para os profissionais se afastarem da intensidade de seu trabalho para refletir, aprender e ser desafiados academicamente e pessoalmente.

Os bolsistas recebem um salário para cobrir os custos de vida em New Haven, um apartamento mobiliado de um ou dois quartos, seguro médico e viagens de ida e volta para seu país de origem.

As inscrições vão até 6 de dezembro.

Para mais informações: https://goo.gl/9Q2TNJ

Bolsa de jornalismo em Universidade americana

Jornalistas com pelo menos cinco anos de experiência podem se candidatar a um programa de três meses em Nova York.

O McGraw Center for Business Journalism na Faculdade de Pós-Graduação de Jornalismo da City University de Nova York organiza um programa de bolsas para apoiar a cobertura detalhada sobre negócios e economia global. A bolsa oferece suporte editorial e financeiro para jornalistas que precisam de tempo e recursos para se dedicarem a matérias complexas e demoradas.

O programa aceita candidaturas para reportagens de texto, vídeo e áudio. Os bolsistas receberão US$5.000 por mês, durante três meses.

Jornalistas independentes, bem como repórteres e editores que trabalham em organizações de notícias, podem se inscrever. Jornalistas internacionais também são elegíveis desde que a reportagem seja concluída em inglês e direcionada a um veículo de comunicação americano.

O prazo de inscrição vai até 15 de dezembro.

Para mais informações: https://goo.gl/YcD3fu

Bolsa de reportagem em Honduras e Guatemala

Mulheres jornalistas com pelo menos três anos de experiência podem se inscrever para uma bolsa de reportagem.

A International Women’s Media Foundation (IWMF) organiza o programa “Adelante” uma iniciativa de reportagem de cinco anos que visa amplificar as vozes das mulheres jornalistas na América Latina e reforçar o seu desenvolvimento profissional, impacto e segurança.

O próximo grupo de bolsistas viajará de 1° a 16 de fevereiro de 2018. Todos as bolsistas começarão a viagem na Cidade do México, onde completarão um treinamento de segurança e orientação. Um grupo de seis jornalistas cobrirá governança e sociedade civil na Cidade da Guatemala, Guatemala, enquanto outras seis jornalistas reportarão sobre trabalho e migração em San Pedro Sula, Honduras.

A IWMF pagará por despesas relacionadas à bolsa, incluindo viagens, hospedagem, refeições e fixadores/intérpretes, a menos que a organização de notícias da jornalistas selecionada deseje assumir esses custos.

As inscrições vão até 6 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/M1RN5h

Bolsa para curso de mídia digital nos EUA

Jornalistas interessados em mídia digital podem se inscrever a uma bolsa de estudos nos Estados Unidos.

O Programa Kiplinger em Relações Públicas de Jornalismo da Universidade Estadual de Ohio oferece um programa curto para ajudar a melhor utilizar novas ferramentas digitais. O treinamento de 2018 será realizado de 16 a 20 de abril.

Os bolsistas recebem uma semana de treinamento imersivo em ferramentas e táticas digitais dos principais especialistas do setor. Os tópicos incluem a mídia social para elaboração de reportagem; branding e engajamento público; tabelas e visualização de dados; videografia com smartphone; e ética da mídia.

Podem se inscrever jornalistas de rádio e TV, imprensa e Internet com no mínimo cinco anos de experiência.

A bolsa cobre acomodações, hotéis e a maioria das refeições. Há um número limitado de bolsas de viagem para reduzir os custos de viagem dos bolsistas selecionados de fora dos Estados Unidos.

As inscrições terminam no dia 19 de novembro.

Para mais informação: https://goo.gl/uKDWsK

Prêmio brasileiro de reportagens

Reportagens sobre educação básica e o ensino superior no Brasil podem concorrer a um prêmio.

Oferecido pela Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), o Prêmio Andifes de Jornalismo tem o objetivo de estimular profissionais da mídia a produzir reportagens sobre educação, ressaltando a relevância deste setor para o país.

As reportagens ou série de reportagens devem ter sido publicadas em 2016 em jornais e revistas, bem como sites jornalísticos. As categorias são ensino superior e educação básica.

Os vencedores de cada categoria ganharão duas passagens aéreas de ida e volta para qualquer capital brasileira.

As inscrições vão até 17 de novembro em https://goo.gl/noAUtp

Concurso reconhece trabalham em regiões de conflito

Fotojornalistas freelance que trabalham em regiões de conflito podem concorrer a um prêmio.

O Prêmio Lucas Dolega irá reconhecer um fotógrafo que trabalha frequentemente em circunstâncias perigosas ou difíceis demonstrando dedicação à democracia e à liberdade de informação.

Os candidatos devem apresentar 10 a 20 imagens documentando um conflito, revolução, catástrofe natural, ou suas consequências sobre a população civil. A cobertura de notícias relevantes à defesa da liberdade e democracia também será aceita.

Junto com o prêmio de EUR10.000 (US$11.839), o vencedor terá seu trabalho exibido em uma exposição em Paris e publicado no álbum dos Repórteres sem Fronteiras.

As inscrições vão até 30 de outubro.

Para mais informações: https://goo.gl/hVG2YZ

Programa de jornalismo em Michigan

Jornalistas em meados de carreira podem se inscrever para uma bolsa de estudos na Universidade de Michigan.

O programa de jornalismo Knight-Wallace, patrocinado pela Universidade de Michigan, reúne jornalistas excepcionais dos EUA e do exterior para um ano de estudo acadêmico. Os bolsistas elaboram um plano personalizado de estudo com acesso aos cursos e recursos da universidade.

Geralmente, 12 americanos e seis estrangeiros são escolhidos. Os bolsistas devem obter uma licença do empregador e depois retornar ao seu local de trabalho.

Os candidatos devem ter pelo menos cinco anos de experiência profissional. Jornalistas de imprensa, rádio, TV e online podem candidatar-se. A bolsa para americanos consiste em US$70.000 e cobre as mensalidades e custos de viagem. O valor para estrangeiros varia.

As inscrições vão até 1° de dezembro para candidatos internacionais e 1° de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/6VqtYU

Subsídios de fotojornalismo da Reuters

Fotojornalistas e estudantes interessados em produzir trabalhos fotográficos podem solicitar apoio financeiro.

A agência Reuters lançou sua competição de bolsas de fotojornalismo.

Oito vencedores receberão US$5.000 cada para melhorar suas habilidades e contar novas histórias. As fotos produzidas pelos vencedores serão distribuídas nas plataformas de mídia da Reuters News.

Os candidatos devem enviar um currículo, carta de apresentação e um portfólio com 35 a 50 fotos.

As inscrições vão até 10 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/Q5MgpK

Treinamento para críticos de cinema na Holanda

Jornalistas com menos de 30 anos de idade podem se inscrever para este programa de treinamento em Roterdã, na Holanda.

O International Film Festival Rotterdam (IFFR) busca candidatos para um programa de treinamento de 24 de janeiro a 4 de fevereiro de 2018. O Projeto Trainee IFFR para Jovens Críticos de Cinema oferece a jornalistas motivados e talentosos a oportunidade de cobrir um grande festival internacional de cinema.

O programa inclui: elaboração de reportagens sobre o festival para o Daily Tiger; publicar um blog no site do IFFR; reunião com críticos de cinema experientes; e reportagem para a mídia de origem dos participantes.

Os organizadores cobrirão hotel e reembolso parcial das despesas de viagem para quem viaja de fora da Europa.

Os candidatos devem ter fluência em inglês falado e escrito, não ser um crítico estabelecido e ser filiados a um meio de comunicação impresso ou online para informar sobre o festival.

As inscrições vão até 1° de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/34VYWh

Bolsa para Jornalistas em Cambridge

Jornalistas e outros podem se candidatar a uma bolsa de estudo na Inglaterra.

O programa Gates Cambridge Scholarship, financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates, permite que candidatos internacionais se dediquem a um diploma de pós-graduação em tempo integral na Universidade de Cambridge.

Os candidatos devem ser capazes de demonstrar uma clara habilidade para liderar e um compromisso com um bem maior.

A bolsa cobre o custo total de estudar em Cambridge, passagem aérea, estipêncio, ajuda para a família, custos de visto e financiamento adicional.

As insrições vão até 6 de dezembro para candidatos internacionais e 11 de outubro para residentes dos Estados Unidos.

Para mais informações: https://goo.gl/LEQp6y

Concurso de jornalismo investigativo

Jornalistas que publicaram seu trabalho em mídias de notícias latino-americanas ou caribenhas podem competir.

A organização Transparência Internacional e o Instituto Prensa y Sociedad organizam o Prêmio de Jornalismo Investigativo da Latino-Americano. O objetivo do prêmio é incentivar uma maior transparência no governo, empresas e meios de comunicação.

Reportagens investigativas sobre qualquer assunto de interesse público podem concorrer. As inscrições serão aceitas em inglês, espanhol ou português.

Reportagens impressas, online, de rádio e televisão são elegíveis, realizadas individualmente ou em equipes. As reportagens devem ter sido publicadas entre 1° de novembro de 2016 e 31 de agosto de 2017.

O primeiro colocado receberá US$10.000, e os segundo e terceiro colocados receberão US$5,000 cada um. Os autores das melhores reportagens de investigação também serão convidados para a Conferência de Jornalismo Investigativo Latino-Americano em novembro na Argentina.

As inscrições vão até 1° de outubro.

Informações: https://goo.gl/UdJtSM

Bolsa de jornalismo em Harvard

Jornalistas do mundo inteiro que trabalham para veículos de notícias em uma posição de negócio, tecnologia ou liderança podem se inscrever para uma bolsa de estudos no valor de US$65.000 na Universidade Harvard, em Cambridge, Massachusetts.

A Nieman Foundation for Journalism e o Berkman Klein Center for Internet & Society vão hospedar um bolsista durante o ano acadêmico para realizar um projeto de pesquisa em inovação no jornalismo.

Os candidatos devem propor um projeto relativo à transformação digital do jornalismo. Os exemplos podem incluir ideias sobre novos fluxos de renda para financiar o jornalismo, a construção de novas ferramentas para reportagens ou pesquisas sobre padrões de consumo de notícias.

Os bolsistas recebem verbas adicionais para habitação, creche de filhos e seguros de saúde.

As inscrições vão até 1° de dezembro para candidatos internacionais.

Informações: https://goo.gl/9dd3fO

Concurso mundial de fotojornalismo

Fotojornalistas e equipes multimídia podem apresentar suas fotos.

O Atlanta Photojournalism Seminar realiza um concurso de fotografia, como parte de um seminário anual que visa promover padrões altos de fotojornalismo.

Todas as fotografias devem ter sido tiradas (exceto na categoria retrato) entre 1° de novembro de 2016 e 31 de outubro de 2017.

As categorias são: notícias locais, notícias gerais, matérias, esportes de ação, matérias de esportes, retrato/personalidade, eleições, Jogos Olímpicos, notícias internacionais, matéria fotojornalística, fotorreportagem de notícias, fotorreportagem de esportes, projeto de documentário de curto, projeto de documentário de longa duração e multimídia.

Há dois tipos de categorias de portólios para este concurso: Melhor Portfólio ou Melhor Portólio Rich Mahan de Estudante. Cada portfólio deve incluir uma imagem de uma categoria.

Os prêmios consistem câmeras Nikon e US$1.000 para o melhor portfólio, US$750 ao vencedor do Melhor Portfólio Rich Mahan, US$500 para Best in Show e US$100 para o vencedor de cada categoria.

As inscrições vão até 8 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/yZpxL3

Concurso de chargistas editoriais

Chargistas editoriais de todo o mundo podem participar deste concurso.

As Nações Unidas aceitam inscrições para o Concurso Ranan Lurie de Cartuns Políticos.

As charges devem refletir princípios fundamentais das Nações Unidas, a importância da dignidade humana, o respeito mútuo e a amizade entre as nações, bem como a consideração econômica e responsabilidade ambiental para com o outro.

As inscrições podem ser feitas por qualquer indivíduo profissional e devem consistir em charges impressas em qualquer publicação de qualquer lugar, em qualquer língua. Os materiais inscritos devem ser apenas reproduções. As reproduções serão aceitas apenas como publicadas, com o nome da publicação, idioma e data incluídos, acompanhadas por uma reimpressão do jornal e traduzidas ao inglês.

O primeiro colocado receberá US$10.000, o segundo, US$5.000 e o terceiro, US$3.000.

As charges devem ter sido publicadas entre 1° de setembro de 2016 e 15 de outubro de 2017.

As inscrições vão até 15 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/8veNw4

Organização aceita propostas de reportagem paga

Mongabay busca pautas sobre agroflorestamento

Jornalistas podem enviar propostas a uma iniciativa de reportagem paga.

A Mongabay Reporting Network está aceitando pautas sobre agroflorestamento.

A iniciativa produzirá uma série de matérias que buscam promover uma melhor compreensão da escala, alcance e impacto dos sistemas agroflorestais a níveis local a global, com especial ênfase na implementação por parte de povos indígenas.

As pautas devem estar em inglês e ter 500 palavras.

A organização irá negociar os valores e contratos por cada matéria.

Para mais informações: https://goo.gl/D6q9v6

Bolsas para Jornalistas no Reino Unido

Jornalistas de mais de 140 países podem se inscrever para o Programa de Bolsas Chevening.

O Chevening é um programa de bolsas global do governo do Reino Unido, financiado pelo Foreign and Commonwealth Office (FCO) e organizações parceiras para estudantes com potencial de liderança.

As bolsas são oferecidas para uma variedade campos de estudo. O programa prevê o financiamento integral ou parcial para cursos em tempo integral a nível de pós-graduação, normalmente um mestrado de um ano, em qualquer assunto e em qualquer universidade do Reino Unido.

Os candidatos devem ter um excelente histórico escolar de graduação e de dois a cinco anos de experiência profissional, além de fluência em inglês.

O prazos de inscrição vai até 7 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/7Qxsh3

Fundos para reportagem de conflitos

Jornalistas em todo o mundo podem se inscrever para este programa perto de Londres.

A Fundação Thomson Reuters está oferecendo bolsas ao treinamento “Uncovering Security – Story Lab” (Descobrindo Segurança – Laboratório de Matérias), que tem como objetivo apoiar jornalistas para descobrir ameaças emergentes do mundo e trazer essas histórias para um público amplo.

O programa contará com um laboratório residencial de três dias em janeiro sobre situações de segurança emergente; a oportunidade de concorrer para pequenos fundos para cobrir o custo de reportagem; o acesso a jornalistas experientes que cobriram matérias de segurança; e apoio para propor pautas a plataformas internacionais de publicação.

Os candidatos devem ter pelo menos três anos de experiência em jornalismo e ser fluentes em inglês. Experiência cobrindo questões de segurança é uma vantagem.

Jornalistas devem apresentar uma ideia de pauta que se relaciona com uma situação de segurança emergente em uma comunidade específica, país ou região do mundo.

As inscrições vão até 4 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/xkaMSP

Prêmio Synapsis de Jornalismo

Jornalistas profissionais podem concorrer a este prêmio.

O Prêmio Synapsis de Jornalismo, organizado pela Federação Brasileira de Hospitais (FBH), convida inscrições para sua terceira edição.

A competição oferece quatro prêmios nas categorias rádio, TV, impresso e internet a matérias que apontem de forma propositiva soluções, referências e reflexões para a melhoria da condição do sistema de saúde no Brasil.

Cada vencedor receberá R$10.000.

As inscrições vão até 30 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/pm193k

Bolsas para estudos de mídia na Alemanha

Jovens profissionais de países em desenvolvimento podem solicitar uma bolsa para estudar na Alemanha.

O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD, em alemão) apoia estudos de pós-graduação e treinamento em uma variedade de assuntos, incluindo estudos de mídia.

As instituições que oferecem estudos de mídia incluem a Universidade Leipzig, Universidade Bauhaus Weimar e Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia.

Os candidatos devem ter completado seu diploma universitário nos últimos seis anos e ter pelo menos dois anos de experiência profissional relacionada.

O prazo varia por universidade.

Para mais informações: https://goo.gl/PkLp2x

Bolsas para reportagens sobre religião

Jornalistas profissionais interessados em reportar sobre religião podem candidatar-se a uma bolsa.

O International Reporting Project (IRP) aceita propostas de reportagem sobre questões de religião global.

Os tópicos possíveis incluem conflito e paz; ambiente e sustentabilidade; economia política e desenvolvimento; saúde e educação; gênero, raça e sexualidade; lei e direitos humanos; movimentos sociais; migração; e humanitarismo.

Os candidatos devem apresentar um orçamento detalhado e um ensaio sobre a história que querem cobrir. O orçamento proposto ajudará a determinar o montante da bolsa.

As candidaturas serão consideradas numa base contínua.

Informações: https://goo.gl/4nGgOZ

Programa de comunicação busca mentores e redatores

Jornalistas ambientais iniciantes e experientes podem participar deste programa.

Ensia, uma revista sem fins lucrativos que se concentra nos desafios ambientais e soluções para um público global, está aceitando candidatos para o Programa Ensia de Mentoria.

O programa oferece a jornalistas a oportunidade de criar um artigo, vídeo, galeria de imagens, infografia ou outro trabalho sob a orientação de um comunicador experiente sobre um tema de sua escolha para a Ensia.

A matéria original deve estar em inglês, mas a Ensia aceita artigos publicados em outros idiomas se o jornalista quiser traduzi-lo.

Redatores e mentores recebem US$600 e US$400, respectivamente, por artigo.

As inscrições são aceitas de forma contínua.

Mais informações: https://goo.gl/3YJbv6

Prêmio de liberdade de imprensa

Jornalistas que têm um forte compromisso com a liberdade de imprensa e informação independente podem competir por um prêmio.

A Free Press Unlimited, uma organização sem fins lucrativos com sede na Holanda, está aceitando indicações para seus prêmios de imprensa livre.

Os prêmios visam honrar jornalistas que arriscam tudo para trazer a notícia ao público, pioneiros da mídia que abrem o caminho para a igualdade e justiça e aqueles que perseveram nas circunstâncias mais difíceis.

As categorias são jornalista revelação do ano e mais resiliente jornalista do ano.

Os prêmios incluem uma bolsa de mídia para o emergente do ano e EUR15.000 (US$6.344) para o jornalista mais resiliente. Ambos vencedores receberão uma viagem com todas as despesas pagas para a Holanda.

As inscrições vão até 1° de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/1OdCNY

Subsídios de viagem para Jornalistas freelancers

Jornalistas freelancers que querem fazer reportagens de jornalismo de soluções podem concorrer a bolsas de viagem.

A Solutions Journalism Network (SJN) oferece fundos de viagem para freelancers.

Os subsídios são destinados a matérias de jornalismo de soluções escritas em inglês. O valor máximo é de US$625 por jornalista.

Os candidatos devem ser membros da rede online da SJN, The Hub, e devem ter preenchido um perfil. Eles também devem ter participado de um workshop ou webinário da SJN ou se comprometerem a participar de um antes da reportagem.

As propostas de reportagem são aceitas de forma contínua.

Para mais informações: https://goo.gl/l72uIX

Fundo para Jornalistas documentaristas

Jornalistas documentaristas podem se inscrever para uma bolsa que varia de GBP5.000 a GBP50.000 (US$$6.236 a US$62,366).

O Bertha BRITDOC Fund for Journalism  é um fundo internacional de cinema dedicado a apoiar documentários de formato longo de natureza jornalística.

O fundo busca filmes que desvendam histórias, expõem injustiças e chamam a atenção para questões pouco reportadas e em regiões inéditas. Devido à natureza de investigação dos filmes, o fundo busca cineastas com experiência jornalística.

O fundo apóia pesquisa e desenvolvimento em profundidade, financiamento de produção de investigações longitudinais, suporte editorial de estrutura de documentário em formato longo, treinamento em ambientes hostis, transporte de emergência e aconselhamento jurídico.

O apoio é concedido continuamente ao longo do ano.

Para mais informações: https://goo.gl/fjPnHc

Portal oferece diversos cursos de jornalismo gratuitos

O portal Learncafe oferece vários cursos online gratuitos na área de jornalismo. Se você está procurando por cursos gratuitos com certificado é uma ótima opção. São diversos cursos de alta qualidade e com direito a certificado na conclusão do curso.

Para fazer os cursos basta se cadastrar gratuitamente e escolher o curso desejado, que ficará disponível para acesso a qualquer hora durante 30 dias.

Acesse o Learncafe e confira: https://goo.gl/mQiwfH

Bolsa de reportagem sobre desenvolvimento infantil

Jornalistas que cobrem questões de saúde e desenvolvimento infantil no Brasil, Bangladesh, Índia, Quênia, Nigéria e Tanzânia são elegíveis.

O Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), em parceria com a Fundação do Fundo de Investimento para Crianças (CIFF, em inglês), convida inscrições para a Bolsa de Reportagem de Desenvolvimento da Primeira Infância.

Durante um ano, 10 bolsistas receberão treinamento, orientação e apoio financeiro para produzir matérias sobre nutrição e desenvolvimento na primeira infância.

Os candidatos devem ser empregados por uma organização de notícias ou ter o compromisso de uma organização de notícias para publicar ou transmitir as matérias produzidas.

As inscrições vão até 13 de março.

Informações: https://goo.gl/8l1QUl

Bolsas de reportagens sobre religião

Jornalistas profissionais interessados em reportar sobre religião podem candidatar-se a uma bolsa.

O International Reporting Project (IRP) aceita propostas de reportagem sobre questões de religião global.

Os tópicos possíveis incluem conflito e paz; ambiente e sustentabilidade; economia política e desenvolvimento; saúde e educação; gênero, raça e sexualidade; lei e direitos humanos; movimentos sociais; migração; e humanitarismo.

Os candidatos devem apresentar um orçamento detalhado e um ensaio sobre a história que querem cobrir. O orçamento proposto ajudará a determinar o montante da bolsa.

As candidaturas serão consideradas numa base contínua.

Para mais informações: https://goo.gl/4nGgOZ

Cursos do Google gratuitos e online

Google oferece cursos gratuitos online de suas ferramentas

São 14 opções de cursos para fazer sem sair de casa.

Todos os cursos são certificados, desde que o aproveitamento seja superior a 80%, em cada uma das avaliações. Para participar é fácil, basta acessar o curso desejado na plataforma e se inscrever.

Veja abaixo a lista dos cursos e comece a estudar já:

  1. Compreender análise e relatórios do Google Analytics Dados
  2. Google SketchUp para modelagem 3D
  3. Google AdSense
  4. Explorando o Google Apps
  5. Fundamentos do Google Docs
  6. Google Analytics
  7. Aplicativos Google para empresas
  8. Introdução aos novos recursos do HTML5
  9. Explorando o Google Earth
  10. Preparação para o teste de qualificação Individual do Google Analytics
  11. Construir um negócio on-line
  12. Noções básicas sobre pesquisa avançada usando o Google Search
  13. Fundamentos do Marketing de seu negócio on-line
  14. Diploma em E-Business

Seis cursos gratuitos de fotografia online

iPed

O objetivo desse curso é ensinar sobre o conceito e história da fotografia, o fotojornalismo, a fotografia digital, o fotógrafo e o tratamento de imagem e mostrar como é o mercado de trabalho para o profissional do ramo.

http://bit.ly/1XYodXu

 

Fundação Bradesco

O curso oferece uma introdução ao universo da fotografia digital, com informações valiosas sobre técnicas e recursos. A duração do curso é de 27 horas e não há nenhum pré-requisito para participar.

http://bit.ly/1XYmjpV

 

Prime Cursos

Com esse curso de fotografia você vai aprender desde o básico, como segurar a câmera corretamente, até recursos mais avançados de iluminação entre outros.

Conheça também, o vocabulário básico da fotografia, as vantagens e desvantagens da fotografia digital, saiba como analisar programas de edição de fotografia entre outros.

Este curso de fotografia digital é ideal para entusiastas da fotografia, como também para profissionais da área de design e informática.

http://bit.ly/1XYmOAm

 

Udemy

O curso gratuito de fotografia da Udemy passa noções básicas de fotografia, como manuseio da câmera, principais funções e configurações e dicas para começar a pensar de uma “maneira fotográfica”.

http://bit.ly/1XYmTUP

 

Creative Live – Photography & vídeo classes

O site Creative Live reúne uma série de aulas on-line sobre artes, música, design, negócios e muito mais. Na categoria fotografia e vídeos, o aluno terá acesso a uma extensa gama de conteúdo sobre o tema, incluindo aulas de photoshop, iluminação, fotografia comercial e retratos. As aulas são todas ministradas em inglês.

http://cr8.lv/1XYnhCJ

 

Curso de Fotografia Online Grátis 

Aulas teóricas com exercícios bem detalhados capazes de ajudá-lo na hora de tirar aqueles bons cliques.

http://bit.ly/1XYoZnz

Fundo para Jornalistas independentes e documentaristas

Jornalistas independentes e documentaristas que focam em violações dos direitos humanos podem solicitar apoio financeiro.

O Forum Freelance Fund oferece a Bolsa Portenier de Direitos Humanos, patrocinada pela cineasta Giselle Portenier. Os candidatos devem demonstrar um claro interesse ou histórico em lançar luz sobre os abusos dos direitos humanos e planejar uma próxima tarefa ou projeto com um foco em direitos humanos.

O prêmio está aberto a freelancers em todo o mundo, experientes ou iniciantes. O vencedor receberá até CAD3.000 (US$2.335) para treinamento de segurança em ambientes perigosos do AKE, Columbia Journalism School, Centurion, 1st Options Security, Global Journalist Security, Pilgrims Group, Remote Trauma, Tundra Group ou TYR Solutions.

Mais informações: http://bit.ly/1XkF70q