Concurso fotográfico internacional

Imagens de fora dos Estados Unidos são elegíveis a um prêmio.

A InterAction aceita inscrições para o seu concurso anual de fotografia.

As fotos devem ilustrar esforços inovadores, eficazes e inspiradores nas áreas de ajuda humanitária e iniciativas de desenvolvimento.

O concurso tem três categorias: melhor foto de potencial jovem, melhor foto de empoderamento das mulheres e melhor foto tirada com um telefone celular.

O vencedor do grande prêmio receberá US$1.000. O vencedor de cada categoria receberá US$100.

As inscrições vão até 6 de abril.

Para mais informações: https://www.interaction.org/photo

Curso gratuito para jornalistas

A Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) está em busca de jornalistas para compor a turma da 16ª edição do Agenda Brasil, curso de extensão para profissionais de redação. O módulo é gratuito e tem como foco temas econômicos e de negócios.

Carga horária: 48 horas (aulas às terças-feiras, das 9h30 às 12h15)

Público-Alvo: jornalistas que atuam em veículos de comunicação

O prazo de inscrição é até 28 de fevereiro.

Mais infos e inscrição: https://goo.gl/8C74yD

Centro Pulitzer custeia reportagem internacional

Jornalistas interessados em reportagem sobre crises podem concorrer a um fundo de viagem de US$5.000. Os candidatos devem viver fora dos Estados Unidos.

A Bolsa Persephone Miel, oferecida pelo Pulitzer Center on Crisis Reporting em consulta com o Internews, financiará um projeto de reportagem com foco em uma crise global pouco coberta pela imprensa americana tradicional.

O fundo visa ajudar um jornalista cujo idioma nativo não seja o inglês a alcançar o público internacional. Mulheres são encorajadas a se inscrever. Os candidatos devem ter domínio do inglês.

As inscrições vão até 1° de março.

Para mais informações: https://goo.gl/GGc4PC

Concurso homenageia coragem e vida de mulheres jornalistas

Mulheres jornalistas em todo o mundo podem ser nomeadas a um prêmio.

A organização International Women’s Media Foundation (IWMF) busca nomeações para o Prêmio Coragem em Jornalismo e o Prêmio Obra de Vida.

Os prêmios homenageiam mulheres que demonstraram extraordinária força de caráter no jornalismo em circunstâncias difíceis ou perigosas.

Três vencedores receberão prêmios em dinheiro, que ainda não foram determinados, e viajarão para os Estados Unidos para participar da cerimônia de premiação.

Autonomeações não serão aceitas.

As inscrições vão até 16 de março.

Para mais informações sobre como nomear uma candidata em https://goo.gl/y6r8sd

Bolsas de jornalismo na Alemanha

Jovens jornalistas, gestores de mídia e outros profissionais de comunicação podem se inscrever.

A DW Akademie aceita inscrições para seu programa de Estudos de Mídia Internacional, em Bonn, Alemanha. Os alunos que concluírem com êxito o programa de quatro semestres receberão diploma de mestrado.

O programa reúne pesquisa, palestras e experiências práticas, combinando estas disciplinas: mídia e desenvolvimento, jornalismo, comunicação e gerenciamento de mídia.

Dez bolsas integrais são oferecidas a candidatos da África, Ásia, América Latina ou Europa Oriental.

Os candidatos devem ter diploma de bacharel e pelo menos um ano de experiência profissional em um campo relacionado com mídia. Os candidatos também devem ter um bom conhecimento de inglês e alemão.

As inscrições vão até 31 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/coVypf

Fundo para mulheres jornalistas

Mulheres jornalistas de todas as nacionalidades podem concorrer a uma bolsa.

A International Women’s Media Foundation (IWMF) está aceitando inscrições para o Fundo Buffett G. Howard, que visa apoiar mulheres jornalistas em seus projetos e empreendimentos.

Possíveis projetos incluem expor questões globais críticas; desafiar narrativas tradicionais de mídia; desenvolver competências com base em campo e fortalecer carreiras; treinamentos e oportunidades de liderança; e lançamento de novos projetos empresariais ou adquirir a habilidade de fazê-lo.

As candidatas devem ter três ou mais anos de experiência em jornalismo profissional. Equipes de jornalistas podem concorrer, no entanto, a inscrição deve ser feita por uma mulher jornalista e sua equipe deve incluir pelo menos 50 por cento de mulheres.

As inscrições vão até 9 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/NKVu6r

Prêmio de Fotografia convida inscrições

Fotógrafos profissionais e amadores podem concorrer nesta competição.

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, realizado pelo jornal Diário do Pará, focará em em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes em sua edição de 2018, sob a temática “Realidades da imagem, histórias da representação”.

O concurso selecionará obras que proponham uma reflexão ampla sobre a prática social por meio da arte e o fazer artístico como expressão histórica.

Os vencedores receberão prêmios no valor de R$10.000 cada, sendo que dois deles serão concedidos na forma de bolsa para residência artística em São Paulo e Belém do Pará. Os selecionados também participarão da Mostra Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia.

As inscrições vão até 13 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/iMj9l

Programa de jornalismo nos EUA

Jornalistas com foco em ciência e meio ambiente e pelo menos três anos de experiência podem se candidatar a este programa.

O Programa Logan de Jornalismo de Ciência do Laboratório Biológico Marinho da Universidade de Chicago organiza duas oficinas intensivas para jornalistas interessados em aprender o básico do processo de pesquisa biomédica e ambiental em Woods Hole, Massachusetts.

O programa será realizado de 30 de maio a 7 de junho. O curso de pesquisa biomédica se destina a jornalistas de ciência e saúde, enquanto o curso de pesquisa ambiental é projetado para jornalistas ambientais.

A bolsa cobre as taxas do curso, alojamento, refeições e viagem.

As inscrições vão até 1° de março.

Para mais informações: https://goo.gl/wWKiEh

Bolsa de reportagem na ONU

Jornalistas de países em desenvolvimento entre 25 e 35 anos podem se inscrever para uma bolsa de reportagem nas Nações Unidas.

O programa, patrocinado pelo Dag Hammarskjöld Scholarship Fund for Journalists, dá aos participantes a oportunidade de cobrir temas internacionais durante a 73° sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova York. Os bolsistas irão fazer contatos profissionais, interagir com jornalistas experientes e ganhar uma perspectiva mais ampla sobre questões globais.

A bolsa está aberta a jornalistas atualmente trabalhando em tempo integral em países em desenvolvimento na África, Ásia, América Latina e Caribe.

Não serão aceitas inscrições de países dos bolsistas de 2017: Afeganistão, Nigéria, Sudão e Zimbábue. Jornalistas desses países podem concorrer em 2019.

A bolsa cobre viagem, acomodação e estipêndio diário. As inscrições vão até 12 de março.

Para mais informação: https://goo.gl/tcqXHX

Concurso de fotojornalismo internacional

Fotojornalistas profissionais de 18 a 33 anos podem concorrer a prêmios em dinheiro.

A agência de informação Rossiya Segodnya e a Comissão Russa para a Unesco estão organizando um concurso de fotojornalismo internacional em homenagem ao jornalista russo Andrei Stenin, que foi morto na Ucrânia, em agosto de 2014.

As inscrições podem conter uma única fotografia ou uma série de não mais de 12 fotografias. As categorias do concurso são notícias, retratos, esportes e mais.

Os prêmios de primeiro, segundo e terceiro lugar serão concedidas para imagens individuais em cada categoria e para uma série de imagens de fotos. As fotografias devem ter sido feitas depois de 1° de janeiro de 2017.

Os prêmios consistem em um grand prix de RUB700.000 (US$12.005), RUB100.000 (US$1.715) para o primeiro lugar, RUB75.000 (US$1.286) para o segundo lugar e RUB50.000 (US$857), terceiro lugar.

As inscrições vão até 28 de fevereiro.

Para mais informações: https://goo.gl/ApmiJL

Fundo para Jornalismo Investigativo

Jornalistas investigativos em todo o mundo podem se inscrever para uma bolsa de reportagem.

A bolsa, patrocinada pelo Fundo para Jornalismo Investigativo, tem como objetivo apoiar projetos de investigação que abrem novos caminhos e expõem irregularidades — como a corrupção, prevaricação ou desvio de poder — nos setores público e privado.

O prêmio máximo é de US$10.000, que deverá cobrir despesas como custos de viagem. O Fundo não cobre salários dos bolsistas ou equipamento. A primeira metade é dada quando a proposta é aprovada e a segunda metade é paga quando o projeto for concluído.

As propostas devem vir de jornalistas baseados nos Estados Unidos ou jornalistas internacionais cujas matérias tenham um ângulo americano, envolvendo cidadãos americanos, governo ou empresas.

Todas as propostas devem ser apresentadas em inglês e incluir um orçamento detalhado.

As inscrições vão até 5 de fevereiro.

Para mais informações: https://goo.gl/ypmVCV

1º Encontro Mídias Digitais, Tecnologia e Sociedade em Campinas

Estudantes e profissionais de jornalismo podem participar desta conferência em Campinas.

O grupo de pesquisa Midites – Mídia, Discurso, Tecnologia e Sociedade organiza o 1º Encontro Mídias Digitais, Tecnologia e Sociedade no dia 22 de março na Univesidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O evento incluirá mesas redondas, apresentação de trabalhos e palestras.

As inscrições são gratuitas e vão até 7 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/iBQCbx

Prêmio Jornalismo na América Latina

Reportagens sobre o tema HIV/Aids veiculadas em 2017 podem concorrer a este prêmio.

O Prêmio Jornalismo Investigativo em HIV/Aids na América Latina e Caribe é realizado pela Aids Healthcare Foundation (AHF), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a Faculdade Cásper Líbero.

As categorias são mídia impressa, online e audiovisual (vídeo e rádio). Os vencedores brasileiros de cada categoria participarão do workshop “A última arrancada para acabar com a Aids” de 12 a 14 de abril em Oaxaca, no México, com todos os custos cobertos.

As inscrições vão até 28 de fevereiro.

Para mais informações: https://goo.gl/SxH5Kb

Programa para Empreendedores de mídia na África

Empreendedores de mídia podem se inscrever neste programa.

A Fundação Tony Elumelu busca ideias de negócios que podem transformar a África.

Os candidatos selecionados receberão 12 semanas de treinamento online intensivo, mentoria, capital inicial e acesso a uma rede de start-ups africanas e a contatos globais.

Os empreendidmentos devem ser baseados na África e ter menos de três anos de estabelecimento. Mulheres e falantes de francês ou português são encorajados a se candidatar.

As inscrições vão até 1° de março.

Para mais informações: https://goo.gl/xa7FGk

Bolsas de jornalismo na Escócia

Estudantes de graduação e pós-graduação de 18 a 25 anos comprometidos com uma carreira em jornalismo podem se candidatar para participar desta conferência.

O Future News Worldwide 2018, organizado pelo Conselho Britânico e parceiros da mídia, será realizado nos dias 5 e 6 de julho em Edimburgo, na Escócia.

O evento tem como objetivo ajudar jovens a desenvolver habilidades de jornalismo e estabelecer o Reino Unido como líder mundial na formação de jovens jornalistas e profissionais da mídia.

A participação na conferência é totalmente coberta, incluindo passagens aéreas, acomodações e refeições.

Os candidados podem ser de qualquer país do mundo, mas devem falar inglês a partir do nível IELTS 6.5.

As inscrições vão até 28 de fevereiro.

Para mais informações: https://goo.gl/mFq6F8

Mestrado de jornalismo global na China

Jornalistas em todo o mundo que falam inglês podem se candidatar a este programa na China.

A Faculdade de Jornalismo e Comunicação na Universidade Tsinghua oferece um mestrado em jornalismo global de negócios destinado a levar jornalistas de negócios a padrões superiores de reportagem.

O programa de dois anos, uma parceria entre a Tsinghua, o Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês) e a Bloomberg News, é conduzido inteiramente em inglês. Metade dos alunos são chineses e a outra metade, internacional. Há um número limitado de bolsas disponíveis.

Ministrado por um corpo docente internacional, o currículo abrange temas essenciais para os jornalistas de negócios, incluindo a mineração de dados e reportagem multimídia de economia.

As inscrições vão até 1° de março.

Para mais informações: https://goo.gl/M0pWCm

Bolsa de fotografia nos EUA

Estudantes de todo o mundo podem concorrer a este programa de bolsas.

A Fundação Alexia convida candidatos a bolsas de fotografia profissional e estudantil que promove o entendimento cultural e a paz mundial.

As bolsas serão concedidas a candidatos que conceberem uma proposta concisa, focada e significativa e demonstrem uma capacidade de executar visualmente a história com imagens fortes.

O vencedor da bolsa profissional receberá US$20.000 para a produção do projeto proposto.

Os prêmios para estudantes de graduação e pós-graduação incluem uma bolsa de estudo para a Universidade Syracuse no estado de Nova York, além de US$500 a US$1.000 em dinheiro.

As inscrições vão até 1° de fevereiro para a bolsa profissional e 1° de março para bolsas estudantis.

Para mais informações: https://goo.gl/DrmWT

Bolsa de reportagem

Jornalistas que cobrem questões de saúde e desenvolvimento infantil no Brasil, Bangladesh, Índia, Quênia, Nigéria e Tanzânia são elegíveis.

O Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), em parceria com a Fundação do Fundo de Investimento para Crianças (CIFF, em inglês), convida inscrições para a Bolsa de Reportagem de Desenvolvimento da Primeira Infância.

Durante um ano, bolsistas receberão treinamento, orientação e apoio financeiro para produzir matérias sobre nutrição e desenvolvimento na primeira infância. O programa também inclui reportagens de viagens para um país que tenha uma abordagem bem sucedida e inovadora para apoiar o desenvolvimento da infância.

Os candidatos devem ser empregados por uma organização de notícias ou ter o compromisso de uma organização de notícias para publicar ou transmitir as matérias produzidas.

As inscrições vão até 4 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/iSGH3W

Subsídios para projetos de comunicação

Organizações de mídia independente, grupos cívicos e associações de todo o mundo podem concorrer a subsídios.

O National Endowment for Democracy (NED) busca propostas de organizações não-governamentais, incluindo meios de comunicação independentes em todo o mundo, para projetos que promovam objetivos democráticos e fortaleçam as instituições democráticas.

O NED incentiva candidaturas de organizações que trabalham em diversos ambientes, incluindo democracias recém-estabelecidas, países semi-autoritários, sociedades altamente repressivas e países em fase de transição democrática.

As subvenções variam de acordo com o tamanho e o escopo dos projetos, mas a subvenção média dura 12 meses e é cerca de US$50.000.

O NED está interessado em propostas de organizações não partidárias para programas que visam: promover e defender os direitos humanos e o Estado de direito, apoiar a liberdade de informação e meios de comunicação independentes, e promover a prestação de contas e transparência.

As inscrições vão até 16 de março.

Para mais informações: https://goo.gl/YG49in

Bolsas de estudo na Holanda

Estudantes brasileiros com fluência em inglês e bom desempenho acadêmico em cursos diversos, incluindo comunicação, podem se candidatar a este programa.

O Orange Tulip Scholarship Programme 2018 (OTS), administrado pelo Nuffic Neso Brazil, concede bolsas de graduação e pós-graduação, integrais e parciais no valor de até EUR50.000.

As bolsas são para cursos ministrados em inglês em uma variedade de universidades holandesas afiliadas ao programa.

Os candidatos também devem cumprir com os requisitos específicos da instituição de ensino superior escolhida.

As inscrições gerais vão até 1° de abril, mas algumas universidades podem ter prazos anteriores ou posteriores a essa data.

Informações: https://goo.gl/CYalDq

Cursos gratuitos para aprender a usar ferramentas de dados

Organizações da sociedade civil, jornalistas e cidadãos podem aprender a usar ferramentas para ler e analisar dados em português.

A Escola de Dados oferece módulos acessíveis sobre os princípios básicos de trabalhar com dados, como solicitar dados para reportagem, raspagem e extração de dados, e dados em PDF.

Não é necessário efetuar inscrição para acessar os materiais online.

Mais informações: https://goo.gl/k6MEFc

Bolsas de jornalismo de ciências nos EUA

Jornalistas em meados de carreira que cobrem ciência, tecnologia, meio ambiente ou medicina podem se inscrever para uma bolsa de nove meses.

A Bolsa Knight em jornalismo científico cobre um ano de estudo personalizado, cursos e palestras nas universidades MIT e Harvard para jornalistas internacionais e americanos.

Os bolsistas recebem US$70.000, mais taxa de matrícula. Outros benefícios incluem seguro de saúde, bolsas de viagem de pesquisa, bolsas de conferências e acesso aos recursos da MIT e Harvard.

Os candidatos devem ter proficiência em inglês e pelo menos três anos de experiência como repórteres, escritores, editores, produtores, ilustradores ou fotojornalistas em jornais, revistas, rádio, televisão ou internet.

As inscrições vão até 28 de fevereiro.

Para mais informações: https://goo.gl/Mz3ucr

Prêmio Nippon de Jornalismo

Os jornalistas que se inscreverem no Prêmio Nippon de Jornalismo terão a oportunidade de conhecer o Templo Fushimi Inari.

Ele é o principal dos 40 mil templos do Japão dedicados a Inari, deusa do arroz e da prosperidade.

Se você é ou tem um amigo jornalista, dê esta dica a ele e tenha a oportunidade de conhecer o país do sol nascente!

Informações: http://www.premionippon.com.br/

Cursos online grátis

O site Eu Posso Programar (http://www.eupossoprogramar.com/), da Microsoft, oferece cursos gratuitos básicos que ensinam a desenvolver páginas web e até aplicativos. O objetivo é proporcionar a integração de tecnologia e educação. O público-alvo são os jovens de 12 a 25 anos que moram na América Latina. Entretanto, qualquer pessoa de qualquer idade pode fazer os cursos.

Curso online para ser um jornalista independente

Jornalistas e estudantes podem se inscrever neste curso online.

O BRIO apresenta o curso “The Independent – Como virar uma máquina de pautas e publicar todas elas”, que pode ser realizado a qualquer hora e fornece recursos e estratégias para ser um jornalista independente.

O curso faz parte do pacote “Portas Abertas”, que custa R$49 e dá acesso ao banco de talentos da plataforma com vagas freelas e fixas.

Outro pacote, “Descoberta”, também fornece análise profissional completa e duas sessões de mentoria ao longo de seis meses com a equipe do BRIO. O valor é de R$479.

A organização lançou recentemente um programa de mentoria com jornalistas renomados, com custo de R$749 a R$1.999.

Para mais informações: https://goo.gl/JnhytR

Concurso mundial de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores estão convidados a enviar fotos para este concurso.

O Concurso Global de Fotografia Olympus busca imagens em seis categorias: saindo ao ar livre, arte, poder da vida, luz, histórias e conexões para apreciar.

Os participantes podem enviar até cinco fotos para cada categoria. Cada imagem deve estar no formato JPEG e ter 15 megabytes ou mais.

Um grande vencedor do prêmio e 13 vencedores por tema receberão equipamentos fotográficos e outros prêmios. O vencedor do grande prêmio também receberá JPY1.000.000 (US$8.890).

As inscrições vão até 26 de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/yhGfjJ

Prêmio Roche de jornalismo

Jornalistas brasileiros podem participar deste concurso.

Para reconhecer o talento e compromisso social de jornalistas latino-americanos, os Laboratórios Roche – América Latina, em colaboração com o Secretariado Técnico da Fundación Gabriel García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI), lançam a sexta edição do Prêmio Roche de Jornalismo de Saúde.

Os trabalhos devem ter sido publicados em 2017 nas categorias rádio e internet.

Jornalistas ou equipes de jornalistas podem enviar inscrições que se concentram em um dos seis temas principais: inovação em saúde, biotecnologia em saúde, acesso a cuidados de saúde, investigação e desenvolvimento nos temas de saúde, regulamentação e políticas públicas de saúde, e oncologia.

Os vencedores receberão uma bolsa para participar de um workshop da FNPI de sua escolha, ou poderão optar por participar do Festival do Prêmio Gabriel García Márquez de jornalismo, em Medellín, na Colômbia.

As inscrições vão até 4 de abril de 2018.

Para mais informação: https://goo.gl/7Z4pqQ

Fundos disponíveis para reportagem

Jornalistas em início de carreira que querem se concentrar em uma história que revela verdades sobre a condição humana podem concorrer a apoio em dinheiro.

O Arthur L. Carter Journalism Institute da Universidade de Nova York convida inscrições para o Prêmio de Reportagem Literária Matthew Power, em homenagem ao jornalista que reportava sobre a condição humana e morreu em missão em Uganda em março de 2014.

O vencedor receberá US$12.500, terá um documento de identificação da Universidade de Nova York e privilégios de pesquisa e referência online e presenciais completos da biblioteca, bem como um escritório na universidade (a não ser que não haja espaço).

O segundo colocado receberá US$2.500.

O prazo de inscrição vai até 20 de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/6V28CF

Evento convida sugestões de Jornalistas

Abraji busca pautas e palestrantes para conferência anual

Jornalistas interessados em reportagens investigativas podem participar da programação deste evento.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) convida sugestões para o 13º Congresso da Abraji, programado para 28 a 30 de junho de 2018 em São Paulo.

Os interessados podem sugerir um tipo de painel, título e a si mesmos ou outras pessoas como palestrantes ou moderadores.

As inscrições vão até 28 de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/M2YoRX

Bolsa de reportagem no Haiti

Jornalistas de 25 a 39 anos podem se candidatar a uma viagem de reportagem ao Haiti.

O Instituto Político para la Libertad (IPL) e o National Endowment for Democracy (NED)  lançaram o programa “Reportando do Haiti”, que visa levar a realidade haitiana a outros países da região.

Dois jornalistas viajarão para o Haiti em abril de 2018. Durante duas semanas, eles documentarão e informarão sobre a situação dos jovens e o papel desempenhado pelas mulheres no país do Caribe. Uma vez completada a viagem, os jornalistas prepararão pelo menos um artigo de opinião e uma matéria de reportagem em qualquer formato.

Os candidatos devem ter experiência em escrever artigos de opinião e/ou reportagens.

As inscrições vão até 28 de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/ckDqtc

Bolsas de jornalismo na Alemanha

Jornalistas da Europa e Estados Unidos podem se candidatar a este programa em Berlim.

O Centro Internacional de Jornalismo na  Freie Universität em Berlim oferece dois tipos de bolsas de jornalismo, com início em outubro de 2018 a julho de 2019.

O Programa Europeu de Jornalismo permite que os participantes se ausentem por dois semestres de seus cargos profissionais e passem um ano sabático na Freie Universität em Berlim, ampliando seus conhecimentos ao desenvolver um projeto de pesquisa.

A Bolsa EJO permite que um jornalista se torne um correspondente temporário do Observatório Europeu do Jornalismo (EJO, em inglês). O bolsista recebe um salário mensal de EUR1.100 durante os 10 meses do programa.

As candidaturas devem ser em alemão ou em inglês.

As inscrições vão até 28 de fevereiro de 2018.

Para mais informações: https://goo.gl/eaEm2

Concurso de jornalismo investigativo

Jornalistas que publicaram seu trabalho em mídias de notícias latino-americanas ou caribenhas podem competir.

A organização Transparência Internacional e o Instituto Prensa y Sociedad organizam o Prêmio de Jornalismo Investigativo da Latino-Americano. O objetivo do prêmio é incentivar uma maior transparência no governo, empresas e meios de comunicação.

Reportagens investigativas sobre qualquer assunto de interesse público podem concorrer. As inscrições serão aceitas em inglês, espanhol ou português.

Reportagens impressas, online, de rádio e televisão são elegíveis, realizadas individualmente ou em equipes. As reportagens devem ter sido publicadas entre 1° de novembro de 2016 e 31 de agosto de 2017.

O primeiro colocado receberá US$10.000, e os segundo e terceiro colocados receberão US$5,000 cada um. Os autores das melhores reportagens de investigação também serão convidados para a Conferência de Jornalismo Investigativo Latino-Americano em novembro na Argentina.

As inscrições vão até 1° de outubro.

Informações: https://goo.gl/UdJtSM

Organização aceita propostas de reportagem paga

Mongabay busca pautas sobre agroflorestamento

Jornalistas podem enviar propostas a uma iniciativa de reportagem paga.

A Mongabay Reporting Network está aceitando pautas sobre agroflorestamento.

A iniciativa produzirá uma série de matérias que buscam promover uma melhor compreensão da escala, alcance e impacto dos sistemas agroflorestais a níveis local a global, com especial ênfase na implementação por parte de povos indígenas.

As pautas devem estar em inglês e ter 500 palavras.

A organização irá negociar os valores e contratos por cada matéria.

Para mais informações: https://goo.gl/D6q9v6