Concurso de jornalismo ambiental

Jornalistas e estudantes de jornalismo no Rio Grande do Sul podem concorrer ao Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental.

O prêmio busca incentivar a divulgação de experiências positivas especialmente na área do saneamento ambiental, bem como esforços na busca de soluções para o setor.

As categorias são: jornalismo impresso, fotojornalismo, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo e estudante de comunicação.

Podem concorrer trabalhos divulgados entre 1º de julho de 2016 e 30 de junho de 2017.

Os primeiro e segundo colocados de cada categoria receberão R$5.000 e R$ 2.500, respectivamente e troféu. O vencedor do Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário receberá R$1.000.

A realização é da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Associação Riograndense de Imprensa e Braskem.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/uEFRM9

Concurso de Jornalismo

Jornalistas com trabalhos publicados na América Latina podem participar do concurso.

O Concurso de Jornalismo em Segurança da Informação, organizado pela empresa de software ESET, premiará trabalhos sobre temáticas da segurança da informação.

Os interessados ​​em participar podem se inscrever nas categorias: gráfica (matérias publicadas em jornais e revistas impressos), digital (artigos publicados em veículos online, como portais, blogs, entre outros) e multimídia (matérias de rádio e TV).

As reportagens devem ter sido veiculadas entre  24 agosto de 2016 e 29 agosto de 2017.

O grande vencedor receberá uma viagem para o Mobile World Congress 2018, em Barcelona, na Espanha, e aos escritórios da ESET na Eslováquia. Os vencedores de cada categoria receberão um tablet e também haverá prêmios especiais por região: Brasil, México, Região Andina, Região Caribe e Região Rio Prata.

As inscrições vão até 29 de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/9ZqrAF

Bolsas para Jornalistas no Reino Unido

Jornalistas de mais de 140 países podem se inscrever para o Programa de Bolsas Chevening.

O Chevening é um programa de bolsas global do governo do Reino Unido, financiado pelo Foreign and Commonwealth Office (FCO) e organizações parceiras para estudantes com potencial de liderança.

As bolsas são oferecidas para uma variedade campos de estudo. O programa prevê o financiamento integral ou parcial para cursos em tempo integral a nível de pós-graduação, normalmente um mestrado de um ano, em qualquer assunto e em qualquer universidade do Reino Unido.

Os candidatos devem ter um excelente histórico escolar de graduação e de dois a cinco anos de experiência profissional, além de fluência em inglês.

O prazos de inscrição vai até 7 de novembro.

Para mais informações: https://goo.gl/7Qxsh3

Bolsa para jornalistas para Buenos Aires

Jornalistas na América Latina que focam em questões relacionadas com o desenvolvimento urbano, o mercado imobiliário e políticas de terra podem se inscrever para este curso.

O Instituto Lincoln e o Foro de Periodismo Argentino (FOPEA) organizam uma nova edição do curso avançado de jornalismo investigativo sobre políticas de terras e desenvolvimento urbano.

O curso inclui um treinamento presencial e um componente de ensino à distância. O curso será realizado nos dias 5 e 6 de novembro em Buenos Aires, Argentina, durante a Conferência Latino-Americana de Jornalismo Investigativo COLPIN 2017. A fase de ensino à distância consiste em um acompanhamento de três meses para desenvolver um projeto de investigação.

Os organizadores dispõe de 20 bolsas de estudo completas, incluindo viagem para Buenos Aires, alojamento, estipêndio e uma bolsa de até US$1.000 o desenvolvimento de projetos dos participantes.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Para mais informações: https://goo.gl/vrLcww

Bolsa para reportagem sobre violência e conflito

Jornalistas em meados de carreira que desejam aprofundar seus conhecimentos sobre temas traumáticos e melhorar a cobertura de violência, conflito e tragédia podem se inscrever para uma bolsa de estudos.

O Centro Dart para Jornalismo e Trauma, um projeto da faculdade de jornalismo da Universidade de Columbia, selecionará 12 jornalistas como bolsistas no programa Dart Center Ochberg.

Os bolsistas participam de um programa intensivo de uma semana de seminários e discussões na Universidade de Columbia em Nova York. O próximo programa será realizado de de 15 a 20 de janeiro de 2018.

As atividades do programa incluem briefings com proeminentes especialistas interdisciplinares sobre trauma e saúde mental; conversações com colegas jornalistas sobre questões de ética, o ofício e outros aspectos da prática profissional; e uma série de outras oportunidades de engajamento intelectual e aprendizagem entre colegas.

O prazo de inscrição vai até 22 de setembro.

Para se inscrever: https://goo.gl/4GNq1B

Programa de residência para jornalistas

Jornalistas que têm alguns anos de experiência na mídia e proficientes em inglês podem se inscrever para este programa.

O Stigler Center for the Study of the Economy and the State da Universidade de Chicago organiza seu Programa de Jornalistas em Residência de 19 de março a 9 de junho em Chicago.

O programa visa formar a próxima geração de líderes na reportagem de negócios. Os jornalistas irão assistir a aulas, participar de eventos, colaborar com colegas e muito mais.

O organizador oferece passagem aérea, um salário de US$12.000, treinamento, espaço de estudo e uma oportunidade para escrever no blog do ProMarket.

As inscrições vão até 23 de outubro.

Informações: https://goo.gl/2UwxF8

Bolsas para projetos de jovens fotojornalistas

Estudantes de período integral de fotografia e fotógrafos com menos de 24 anos podem concorrer a uma bolsa.

A bolsa Ian Parry busca ajudar jovens fotógrafos documentaristas a realizar um projeto e aumentar sua visibilidade na comunidade internacional de fotografia. O prêmio leva o nome do fotógrafo Ian Parry, que morreu em missão na Romênia aos 24 anos de idade.

O concurso deste ano conta com dois prêmios: o prêmio de realização e o prêmio para potencial. Cada vencedor receberá GBP3.500 (US$4.581), equipamento Canon de fotografia e mais.

A World Press Photo nomeia automaticamente o vencedor do prêmio de realização para a Joop Swart Masterclass em Amsterdam. O vencedor do prêmio para potencial receberá um ano de orientação do fotojornalista Tom Stoddart.

As inscrições vão até 1° de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/gdCFX

Prêmio Fenacon de Jornalismo

Jornalistas profissionais com artigos veiculados no Brasil podem competir pelo Prêmio Fenacon de Jornalismo.

As reportagens devem ter sido veiculadas de 1° de agosto de 2016 a 19 de setembro de 2017, em TVs, jornais, revistas, rádios e sites na Internet.

O tema deve ser relacionado à redução da carga tributária; desburocratização; desenvolvimento e representatividade do setor de serviços e das Micro e Pequenas Empresas (MPEs); iniciativas de inovação, educação profissional e responsabilidade social no setor de serviços.

As categorias são jornalismo impresso e multimídia (web, rádio e TV), com prêmios de R$5.000 aos vencedores de cada uma. Há também o Grande Prêmio Fenacon de Jornalismo, no valor de R$15.000, para a melhor matéria inscrita em qualquer uma das categorias.

O prêmio é organizado pela Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), com apoio institucional da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

As inscrições vão até 29 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/foiBw4

Fundos para reportagem de conflitos

Jornalistas em todo o mundo podem se inscrever para este programa perto de Londres.

A Fundação Thomson Reuters está oferecendo bolsas ao treinamento “Uncovering Security – Story Lab” (Descobrindo Segurança – Laboratório de Matérias), que tem como objetivo apoiar jornalistas para descobrir ameaças emergentes do mundo e trazer essas histórias para um público amplo.

O programa contará com um laboratório residencial de três dias em janeiro sobre situações de segurança emergente; a oportunidade de concorrer para pequenos fundos para cobrir o custo de reportagem; o acesso a jornalistas experientes que cobriram matérias de segurança; e apoio para propor pautas a plataformas internacionais de publicação.

Os candidatos devem ter pelo menos três anos de experiência em jornalismo e ser fluentes em inglês. Experiência cobrindo questões de segurança é uma vantagem.

Jornalistas devem apresentar uma ideia de pauta que se relaciona com uma situação de segurança emergente em uma comunidade específica, país ou região do mundo.

As inscrições vão até 4 de setembro.

Para mais informações: https://goo.gl/xkaMSP

Comunicação – SP

  • Júnior
  • Produção de conteúdo
  • Redes sociais
  • Comunicação dirigida
  • Formação em jornalismo, relações públicas ou afins
  • Excelente texto




Comunicação – SP

  • Assistente de comunicação
  • Superior em Jornalismo, Relações Públicas ou Publicidade
  • Comunicação Corporativa
  • Produção de conteúdo




Bolsa de jornalismo em Nova York

Universidade da Cidade de Nova York lança bolsa de jornalismo de resiliência.

Jornalistas em meados de carreira interessados em reportar sobre mudanças climáticas podem se inscrever para este programa.

A Faculdade de Pós-Graduação de Jornalismo da Universidade da Cidade de Nova York (CUNY) organiza a nova Bolsa de Jornalismo de Resiliência de 22 a 27 de outubro em Nova York.

O programa se concentrará na ciência das mudanças climáticas e resiliência. Além do treinamento em sala de aula, os bolsistas irão passear de caiaque e andarão de bicicleta nas ruas da cidade, procurando soluções para alguns dos problemas ambientais mais difíceis do mundo.

Os bolsistas receberão hospedagem, inscrição e custos de viagem, juntamente com a maioria das refeições.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Informações: https://goo.gl/n1yzAc

Jornalista – RJ

  • Revisor de textos
  • Excelente domínio da Língua Portuguesa
  • Boa cultura geral
  • Pacote Office
  • Salário + benefícios




Comunicação – SP

  • Coordenador de comunicação
  • Planejamento e execução das ações
  • Superior em Marketing, Publicidade ou Jornalismo
  • Gerenciamento de projetos e pessoas




Bolsas de redação para Jornalistas

Jornalistas que estão interessados em feminismo e justiça social podem se inscrever para uma bolsa de três meses a distância.

Bitch Media, uma organização de mídia feminista sem fins lucrativos, lançou um programa de bolsas.

O programa consiste em bolsas de redação intensiva, cujo objetivo é desenvolver, apoiar e amplificar vozes emergentes diversas na mídia feminista, ativista e cultura pop.

Áreas possíveis incluem direitos reprodutivos e de justiça, a crítica da cultura pop, tecnologia e feminismo global. Os participantes selecionados devem produzir um mínimo de seis artigos online em sua área de tópico, além de pelo menos um artigo longo para a revista Bitch: Feminist Response to Pop Culture.

Os bolsistas receberão US$2.000 pela duração total do programa. Não é necessário cidadania americana ou ser residente nos Estados Unidos.

As inscrições vão até 31 de agosto.

Informações: https://goo.gl/5jK3CP